Copa do Catar: Argentina e Holanda reeditam quartas do mundial de 98; relembre

Argentina e Holanda já fizeram nove confrontos na história, cinco deles em Copas do Mundo. O sexto encontro no maior torneio de seleções do planeta ocorre nesta sexta-feira. Dessa vez no Catar, as duas equipes vão decidir quem passa às semifinais da competição para encarar o vencedor do jogo entre Brasil e Croácia.

Entenda: Como Neymar bate pênalti e por que ele quase nunca erra?

Freguês? Possíveis adversários na semifinal, Holanda e Argentina têm retrospecto equilibrado contra o Brasil

Copa, cabelo & bigode: Você reconhece um jogador olhando os cabelos?

No histórico de confronto entre os dois países em copas, são duas vitórias da Holanda (uma delas na prorrogação), uma da Argentina e dois empates. Nos últimos dois jogos, as equipes saíram sem marcar (0 a 0 na semifinal de 2014, com a Argentina passando nos pênaltis, e o mesmo placar em 2006, na fase de grupos).

a

O último confronto entre elas com gols foi justamente em uma fase de quartas de final. Em 1998, no mundial da França, o vencedor enfrentaria o Brasil, nas semifinais. Muito disputada, a partida foi marcada por boa atuação de Dennis Bergkamp, que deu um belo passe de cabeça para o gol de Patrick Kluivert.

A vantagem da Holanda durou pouco, porque aos 17 minutos Cláudio Lopez empatou a partida. No mesmo minuto, o holandês Arthur Numan levou um amarelo, e depois foi expulso aos 31 do segundo tempo. Àquela altura, porém, a Argentina não conseguiu aproveitar a vantagem em campo e só criou um lance perigoso quando Ortega caiu na área e pediu pênalti.

Copa no Cinema: conheça oito filmes de futebol produzidos nos países que ainda brigam pelo título

Vote: Escale a sua seleção da Copa até aqui

Ignorado pelo árbitro, o jogador deu uma cabeçada em Van der Sar e acabou expulso, já no final do jogo. No apagar das luzes, veio o castigo dos argentinos. Após belo lançamento de Frank de Boer, Bergkamp dominou com estilo, cortou o zagueiro e bateu de três dedos, dando a vitória aos holandeses por 2 a 1.

Classificada, a Holanda enfrentou o Brasil na semifinal, mas acabou perdendo nos pênaltis após empate em 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação. A seleção brasileira, por sua vez, foi derrotada pela anfitriã França na final por 3 a 0, maior derrota do Brasil em copas até então.