Copa América foi um torneio nota 6

Yahoo Esportes
Brasil foi o campeão do torneio pela nona vez. Foto: Wesley Santos/Gazeta Press
Brasil foi o campeão do torneio pela nona vez. Foto: Wesley Santos/Gazeta Press

Terminou mais uma edição da Copa América. Cobri os jogos da Seleção Brasileira pelo Yahoo Esportes e assisti a maioria das outras partidas. Fazendo um balanço e uma avaliação do torneio, fico com uma nota 6 para a competição. O blog coloca seus argumentos abaixo.

Leia também

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

1- Gramados ruins - com exceção de Morumbi e Itaquera e a final no Maracanã, os gramados foram muito criticados pelos jogadores e técnicos, com destaque negativo para a Arena do Grêmio.

2- Atuações das estrelas - grandes nomes como Messi, Suárez e Cavani deixaram a desejar, do ponto de vista individual. James Rodrigues foi apenas regular e Vidal foi o melhorzinho.

3- Nível técnico - Brasil x Argentina, Colômbia x Chile e Uruguai x Japão foram os melhores jogos. Do contrário, tivemos confrontos sem atrativos e de baixo potencial. O Japão trouxe um time de testes, mesclado com alguns experientes e o Catar veio ganhar experiência internacional.

4- Arbitragens - algumas confusas e brigando com o VAR. O equatoriano Rodney Zambrano deixou passar um pênalti para a Argentina contra o Brasil. O paraguaio Mário Vivar expulsou Messi de maneira bem discutível e o chileno Roberto Tobar foi mal na decisão entre Brasil e Peru.

5 - Públicos - apesar da média interessante, alguns jogos tiveram estádios vazios. Ingressos caros e jogos pouco atrativos em algumas sedes colaboraram bastante para o desinteresse de muita gente.

É isso. Em 2020, tem mais, num torneio conjunto entre Argentina e Colômbia. Abertura na Argentina e decisão na Colômbia. Dois grupos de seis seleções, passando as quatro primeiras de cada chave para as quartas-de-final, com Austrália e Catar como convidados. Dificilmente, o torneio vai superar a cotação de 2019. Uma pena para o futebol sul-americano.

Siga o Yahoo Esportes: Twitter | Instagram | Facebook | Spotify | iTunes

Leia também