Coordenador educativo de refugiados na Grécia é demitido por racismo contra jogador da NBA

·1 minuto de leitura
(Arquivo)O jogador de basquete, Giannis Antetokounmpo, durante partida da NBA
(Arquivo)O jogador de basquete, Giannis Antetokounmpo, durante partida da NBA

A ministra da Educação da Grécia, Niki Kerameus, anunciou nesta sexta-feira (24) a demissão de um coordenador responsável pela educação de refugiados que fez comentários racistas contra o jogador de basquete grego de origem nigeriana, Giannis Antetokounmpo, jogador da NBA.

"Condenamos totalmente as mensagens de conteúdo racista e muito ofensivo desse educador. Comportamentos como esse não têm lugar em nosso sistema educacional", explicou a ministra da Educação, no Twitter.

Konstantinos Kalemis, coordenador de Educação para Refugiados no acampamento de Malakassa (ao norte de Atenas), descreveu o atleta como "macaco" em seu Twitter, antes de excluir a mensagem.

Kalemis fazia menção a um documentário no qual o jogador de basquete, nascido na Grécia e filho de pais nigerianos, denunciava o racismo da sociedade grega.

Nesse documentário publicado no site americano "Bleacher Report", o MVP (melhor jogador) da NBA em 2018-2019 declarou que "a Grécia é um país de brancos, no qual a vida de um homem da minha cor de pele pode ser difícil", e que poderia haver "muito racismo" em "vários bairros".