Convocado por Tite, Mariano deixou Atlético-MG em carro de polícia em 2008

Mariano foi o escolhido de Tite para a vaga de Daniel Alves, suspenso para o jogo contra o Paraguai, nesta terça-feira (28), pela 14ª rodada das Elminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018.

Embora esteja em alta no Sevilla e acumule passagens de sucesso por Fluminense e Bordeaux, o lateral direito já enfrentou problemas sérios durante a sua carreira.

Em 2008, após defender as cores de Ipatinga e Cruzeiro, o jogador foi contratado pelo Atlético-MG. O início na Cidade do Galo até foi animador, mas a saída aconteceu de forma bastante inusitada.

Aos 20 anos, o lateral direito fugiu da concentração da equipe comandada por Marcelo Oliveira às vésperas de um jogo contra o Palmeiras, no antigo estádio Palestra Itália, em São Paulo.

Acompanhado do meia-atacante Lenilson e do lateral esquerdo Calisto, o jogador deixou o hotel em que o elenco estava hospedado na capital paulista para curtir a noite. A balada do trio ocorreu na madrugada de sexta-feira para sábado e eles chegaram aos dormitórios às 5 horas da manhã.

Ao saber do ocorrido, Alexandre Faria, diretor de futebol do elenco à época, mandou o trio de volta para Belo Horizonte. Depois do revés para o Palmeiras, por 3 a 1, Marcelo Oliveira garantiu que Mariano, Calisto e Lenilson não entrariam em campo sob a sua batuta novamente.

Mariano Sevilla Champions League 2017


Mariano foi escolhido por Tite para a vaga de Dani Alves (Foto: Getty Images)

Em Belo Horizonte, os três jogadores afastados pela comissão técnica se encontraram com o gerente de futebol Afonso Paulino para rescindir os seus vínculos.

Após a quebra de seus respectivos acordos, os jogadores foram deixar a sede administrativa do clube, em Lourdes, na região centro-sul da capital mineira, mas tiveram que encarar a torcida do Atlético que estava na porta do prédio.

A falta de segurança de Mariano, Calisto e Lenílson fez com que a Polícia Militar de Minas Gerais fosse acionada. Os agentes do órgão de segurança tiveram que escoltá-los na saída do local e eles deixaram a sede do Galo em uma viatura.