Contratos de Lisca e outros nove jogadores do América-MG estão no fim e o Coelho 'corre' para mantê-los

Valinor Conteúdo
·2 minuto de leitura


O acesso praticamente garantido do América-MG à Série A, após a vitória sobre o Guarani, no último sábado, 2 de janeiro, deixou o Coelho ainda mais sob os holofotes na temporada 2020/2021.

E, com o término da Série B se aproximando o elenco americano e o seu treinador, Lisca, se valoriza e deve despertar a atenção de outras equipes.

O Coelho tem vários atletas, além de Lisca com contratos perto de vencer e o time mineiro terá de buscar uma negociação com seus principais personagens para manter a base que deverá jogar a Série A de 2021.

O América-MG tem nove jogadores com contrato se encerrando ao fim da Série B. O caso mais tranquilo é do goleiro titular, Matheus Cavichioli. Seu vínculo vence no fim do campeonato, mas ele possui uma cláusula automática de renovação, que deve ser aplicada.

VEJA COMO ESTÁ A TABELA ATUALIZADA DA SÉRIE A

No setor ofensivo, a situação preocupa o Coelho. São quatro jogadores com vínculo se encerrando em fevereiro. Felipe Augusto, Felipe Azevedo, Calyson e Marcelo Toscano. Todos sempre muito utilizados por Lisca.

Nas laterais, Sávio e Daniel Borges, titulares, têm contrato até fevereiro e ainda não sabem se continuam. Outros casos a serem analisados são dos zagueiros: Arthur, Joseph, Anderson Jesus e Luisão tem vínculo até maio, antes do início da Série A. O lateral Ronaldo e o volante Renan estão na mesma situação.


O meia Guilherme, que jogou pouco e está em recuperação física, também tem contrato se encerrando no fim da Série B e não sabe se continuará.

E, para manter todos esses atletas, o América terá de lidar com a situação do técnico Lisca, o comandante deste grupo vencedor. Seu acordo com o Coelho está perto do fim e a equipe mineira quer renovar. Porém, como Lisca recebeu propostas de várias equipes em 2020, como Botafogo e Coritiba, o assédio ao treinador será grande e sua permanência não será fácil.