Contrato de Linnick chega ao fim nesta sexta-feira; renovações de jovens do Vasco estão emperradas

Felippe Rocha
LANCE!


Razões diversas dificultaram as renovações contratuais de jogadores do Vasco ao longo dos últimos meses. Alguns jogadores já estiveram mais próximos da permanência, outros nem tanto. Fato é que o vínculo do meio-campista Linnick termina nesta sexta-feira, e, se não for mesmo ser estendido, ele deixará o clube. Há sondagens pelo jovem, e outros jogadores têm cenário parecido.

Aos 21 anos, Linnick ainda não estreou e, mais recentemente, vem treinando separado do grupo principal. Não houve acordo até o momento, em caso bem parecido com o do também afastado Juninho. Outro volante, este de 19 anos e com carreira no time principal iniciada nesta temporada, ele tem vínculo até maio do ano que vem.


Num caso detalhado em reportagens dos sites Esporte News Mundo e Globoesporte.com no início da semana, as divergências de pretensões salariais entre as partes são o principal obstáculo para as assinaturas e consequente reincorporação ao grupo. O técnico Ramon Menezes não esconde que gostaria de contar com o jogador.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

- Juninho é uma questão da diretoria, mas é um jogador importante, com o qual eu gostaria de contar. É promissor e tem característica única - resumiu o comandante, após o jogo-treino contra o Porto Velho-RO, na última quarta-feira, em São Januário.

Quem também foi ausência na atividade foi o lateral-esquerdo Alexandre, de 21 anos. Mais uma revelação de São Januário e integrante do elenco profissional desde a temporada passada, ele sofreu uma lesão na coxa esquerda. De todo modo, o contrato dele termina no próximo dezembro e, até agora, as tratativas não surtiram efeito.

Recentemente, o Vasco teve êxito nas renovações dos contratos de Vinícius (ampliação do meio para o final de 2024, aumentando salário e, consequentemente, a multa rescisória) e Fernando Miguel (este sim, cujo vínculo ia até dezembro deste 2020). Mas outros jogadores importantes têm as negociações emperradas.



Ricardo Graça
Ricardo Graça

Ricardo jogou o Sul-Americano de janeiro (Foto: Reprodução/Twitter)

Ricardo Graça chegou a dizer, no início do mês, que estava próximo de renovar o contrato, e que projetava cerca de duas semanas até assinar o novo vínculo - o atual termina em 3 de janeiro do ano que vem -. Ele já pode assinar pré-contrato com outra equipe e recebe sondagens desde janeiro.

Já Raul, também valorizado no mercado, tem questões contratuais antigas por serem equacionadas, além do acordo monetário que vigoraria em caso de nova assinatura com o Vasco. O vínculo atual do volante termina no fim deste ano.


Leia também