Contra a vontade de Dorival, Santos pode ser obrigado a poupar titulares

Peixe terá maratona de três jogos em campeonatos diferentes nos próximos dez dias. Na Copa do Brasil, técnico deverá preservar titulares, mesmo a contragosto

Com três jogos nos próximos dez dias, o técnico Dorival Júnior deverá poupar os titulares do Santos em pelo menos um, contra a própria vontade. Entre Santa Fe, pela Libertadores, Paysandu, pela Copa do Brasil e Fluminense, pelo Brasileirão, o segundo deverá ser o escolhido.

Isto porque o Peixe abriu uma vantagem de dois gols na vitória por 2 a 0 sobre o Papão na partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, na última quarta-feira e se classifica com um empate ou com uma derrota por um gol de diferença.

- Vamos jogar com todos que estiverem em condições, a não ser que aconteça uma situação inesperada - explicou o treinador.

No intervalo dos jogos, os jogadores são submetidos a exames de CK, que medem a condição dos músculos e as chances de lesões. A partir dai e de conversar com preparador físico e atletas, Dorival saberá quem vai a campo no Mangueirão.

A rotina de treinamentos também é uma preocupação da comissão técnica, já que após o duelo em Belém, no Pará, o elenco terá que mudar os treinamentos para se adaptar ao horário do jogo contra o Fluminense, no dia 14, às 11h, em Edson Passos.








E MAIS: