Contra o Grêmio, Tiago Nunes sentiu falta de 'mais profundidade' na equipe do Ceará

·1 minuto de leitura


Na estreia onde foi derrotado por 2 a 0 pelo seu ex-clube, o Grêmio, o técnico Tiago Nunes apontou que a falta de profundidade ofensiva do Ceará acabou sendo determinante para o resultado negativo na cidade de Porto Alegre no último domingo (12).

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Tamanha é a preocupação de Tiago com o tema que ele emendou ser um ponto importante de seu trabalho nos próximos dias encontrar a melhor maneira do time se comportar de maneira mais agressiva no setor de ataque:

- Penso que a principal dificuldade que tivemos foi na chegada na última parte do campo, sendo mais agudos, com mais presença ofensiva e finalizações. A equipe teve mais facilidade na construção desde trás, procurando a saída de bola mais curta, mas faltou um pouco mais de profundidade e agressividade para que criássemos mais chances de gol.

Apesar de elencar a falha crucial no desempenho do Vozão, Tiago Nunes tampouco deixou de reconhecer os méritos do adversário no quinto jogo seguido da equipe sem vitória:

- Com certeza um dos pontos que precisamos evoluir é a chegada no último terço, a agressividade com movimentos de ataque na última linha do adversário. Mas o futebol não é feito só pela nossa equipe, também tem a equipe adversária, que se propôs a marcar muito bem nossos jogadores e fechou bem os espaços. Precisamos evoluir, mas tem um adversário que conseguiu neutralizar muitas ações nossas por mérito deles.

A próxima chance do novo técnico do alvinegro em não só conseguir seu primeiro triunfo no clube, mas também de quebrar a sequência negativa recente, vai ser no próximo sábado (18) recebendo, na Arena Castelão, o Santos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos