Contra a Espanha, Alemanha tenta evitar nova eliminação precoce na Copa

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Depois da surpreendente derrota por 2 a 1 para o Japão no jogo de estreia do Grupo E Copa do Mundo, a tetracampeã Alemanha pode ver a sua trajetória no Qatar ser abreviada neste domingo (27).

A equipe enfrenta a Espanha às 16h (horário de Brasília), no estádio Al Bayt, em Al-Khor, precisando da vitória para seguir com chances de classificação às oitavas de final.

Uma queda precoce repetiria o trauma da Copa de 2018, na Rússia, quando os alemães também foram eliminados ainda na fase de grupos, algo que nunca havia acontecido. Além disso, no ano passado, a Alemanha naufragou na Eurocopa nas oitavas de final.

"Os dois últimos torneios não foram bons. Queremos evitar que isso se repita. O foco está na concentração, é a primeira final para nós na Copa do Mundo", disse o técnico Hansi Flick na entrevista coletiva deste sábado (26).

O exemplo foi dado na entrevista coletiva. É praxe indicar um jogador para falar ao lado do treinador, mas, desta vez, nenhum atleta esteve na sala de imprensa. Segundo Flick, a decisão foi dele, que preferiu manter todos os jogadores concentrados.

O técnico não definiu o time para a partida. Ele ainda espera pelo atacante Sané, que se recupera de lesão no joelho direito. O jogador do Bayern de Munique já havia ficado fora do jogo contra o Japão. Musiala jogou em seu lugar.

A Espanha chega empolgada para o duelo depois da goleada por 7 a 0 sobre a Costa Rica, na partida de estreia. Uma vitória praticamente carimba a ida para as oitavas de final.

A vaga seria confirmada se a Costa Rica não vencer o Japão no outro jogo do grupo --as duas seleções se enfrentam às 7h (horário de Brasília), no Ahmad bin Ali Stadium, em Al Rayyan. Os japoneses também têm três pontos, e os costarriquenhos, zero.

O técnico Luis Henrique espera um jogo bastante complicado. Para ele, a seleção alemã é a que tem estilo de jogo mais parecido com o de sua equipe.

"A Alemanha joga sempre no ataque, tentando pressionar o campo adversário, tentando ter a bola. É o time que mais se parece com a gente e por isso é um desafio. Vai ser um jogo aberto e vamos ver qual das duas equipes consegue vencer o jogo", disse o treinador, em entrevista coletiva, de acordo com o jornal Marca.

Para o jogo, Luis Henrique admitiu que deverá fazer algumas alterações, mas não confirmou a equipe. De acordo coma imprensa espanhola, uma das mudanças deverá ser a entrada de Carvajal na lateral esquerda, no lugar de Azpilicueta.

As duas seleções já se enfrentaram quatro vezes em Copas do Mundo, com duas vitórias alemãs, uma da Espanha e outro empate. O último duelo foi em 2010, quando os espanhóis venceram a semifinal na África do Sul por 1 a 0, abrindo caminho para o primeiro título mundial da Fúria.

Este também vai ser o primeiro jogo entre as duas seleções depois da goleada de 6 a 0 imposta pela Espanha sobre a Alemanha na Liga das Nações, em novembro de 2020.

Estádio: Al Bayt, em Al Khor (Qatar)

Horário: 16h (de Brasília) deste domingo (27)

Transmissão: Globo, SporTV, Globoplay, Fifa+ e YouTube/Twitch (Casimiro)