Conte justifica salário, mas futuro é incerto por causa das finanças da Inter

·2 minuto de leitura
Antonio Conte durante partida da Inter de Milão contra o Crotone pelo Campeonato Italiano

MILÃO (Reuters) - O presidente-executivo da Inter de Milão, Giuseppe Marotta, insiste que Antonio Conte vale cada centavo de um salário que faz dele o técnico mais bem pago do Campeonato Italiano.

A Inter conquistou seu primeiro título da Série A em 11 anos com quatro jogos de antecipação no domingo, dois anos após a chegada de Conte, que supostamente ganha 12 milhões de euros por ano --quase cinco vezes o montante do segundo treinador mais bem pago da Série A.

"Ele foi um vencedor como jogador e como técnico, e conseguiu transmitir estes valores aos jogadores, já que nenhum deles havia conquistado um título, exceto Arturo Vidal na Juventus", disse Marotta ao canal Sky Italia.

"É melhor contratar um jogador a menos, mas ter um bom técnico. Ele tem um salário que reflete as honras que conquistou."

O triunfo da Inter encerrou o reinado de nove anos da Juventus como campeã italiana, uma era de domínio na qual Conte desempenhou um papel grande levando o time de Turim aos três primeiros títulos da liga daquela sequência entre 2011 e 2014.

O treinador de 51 anos também conquistou o título inglês de 2016-17 com o Chelsea, e teve uma carreira de jogador brilhante na Juve.

Mas o futuro de Conte continua incerto, apesar do título, porque o time italiano passa por problemas financeiros por causa da pandemia de coronavírus.

Indagado pela emissora RAI sobre o percentual de chance de Conte permanecer, Marotta disse: "Espero que 100%. Sabemos que estamos em um momento difícil para o esporte, não só o futebol, e isto inevitavelmente afeta as decisões dos grandes clubes".

"Por exemplo, perdemos cerca de 70 milhões de euros de receita. Isto significa que nosso poder no mercado de transferência será reduzido", comentou.

(Por Alasdair Mackenzie)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447759)) REUTERS ES