Conselho do Flamengo aprova readequação do orçamento de 2021

·1 minuto de leitura


Como esperado, o Conselho de Administração do Flamengo aprovou por unanimidade a readequação do orçamento feito pela diretoria para o ano de 2021. A previsão de faturamento, de R$ 984 milhões inicialmente, baterá a casa do R$ 1 bilhão com a classificação da equipe para a final da Copa Libertadores e os eventuais ganhos com a decisão diante do Palmeiras, em 27 de novembro.

A informação foi inicialmente publicada pelo portal "ge" e confirmada pelo L!.

Em dezembro de 2020, a receita bruta prevista pela diretoria e aprovada em Conselho foi de R$ 953 milhões, com R$ 100 milhões provenientes de bilheteria. Esse valor não foi alcançado, mas os ganhos com vendas de jogadores e marketing, ambos acima do previsto inicialmente e superiores aos R$ 200 milhões, impulsionaram o clube a uma receita que superará R$ 1 bilhão.

A readequação para um cenário ainda mais positivo, com superávit previsto de R$ 130 milhões em 2021, passa pelos ganhos acima do esperado em marketing e na venda de direitos de jogadores. Com a negociação de atletas, o clube atingiu R$ 270 milhões, enquanto havia orçado R$ 168 milhões a princípio.

O sucesso nas negociações de direitos econômicos ajudará o clube a cobrir os valores que não foram alcançados com a bilheteria. No início da temporada, a diretoria previu a reabertura do público já no mês de abril e uma receita de R$ 100 milhões - o que não se realizou. Dessa forma, com a volta do público a partir de setembro, a readequação do valor com o setor foi para R$ 15 milhões.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos