Conselho do Flamengo aprova empréstimo de R$ 40 milhões

Yahoo Esportes
Landim pode utilizar até R$ 40 milhões dessa linha de crédito para o Flamengo (Thiago Ribeiro/Agif)
Landim pode utilizar até R$ 40 milhões dessa linha de crédito para o Flamengo (Thiago Ribeiro/Agif)

Pode ser que o Flamengo nem precise, mas a diretoria garantiu nesta sexta-feira a aprovação de um aditivo a uma linha de crédito no valor de R$ 40 milhões. O “sim” foi dado pelos membros do Conselho de Administração rubro-negro, por meio digital. Eles tinham até as 18h desta sexta-feira para votar a favor ou contra.

O Fla tinha já tinha uma linha pré-aprovada no Banco Santander. Porém, segundo apuração do Blog, tal contrato venceu recentemente. Agora, com a aprovação interna, essa espécie de cheque-especial à disposição do Rubro-Negro foi prorrogada por mais 180 dias.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Semanas atrás, noticiou-se amplamente pela imprensa que o presidente Rodolfo Landim havia recorrido a um empréstimo semelhante, no valor de R$ 50 milhões, com juros abaixo do mercado, também com o Santander.

A crise financeira causada pela pandemia do Coronavírus é apontada na Gávea como grande responsável pela preocupação com as contas do clube. Somente com bilheteria e sócio-torcedor, o Flamengo estimava arrecadar cerca de R$ 180 milhões - é natural que os campeonatos por aqui voltem a acontecer em breve sem torcedor.

Além disso, o Fla também sofre com a falta de receitas de TV e patrocinadores. Tanto que não conseguiu pagar nas datas corretas o Athletico pela compra de Léo Pereira e o Náutico em relação ao atacante Thiago. Os dois casos, porém, já foram repactuados entre os interessados.

O Santos também está cobrando dinheiro do Flamengo e já recorreu à Fifa. “Eles não pagaram e já venceu a segunda prestação”, revela Pedro Doria, membro do Comitê de Gestão do Peixe. A cobrança é de 550 mil euros referentes ao Mecanismo de Solidariedade na compra rubro-negra de Gabigol.

O Santos recorreu à Fifa e descobriu que a obrigação do repasse é do Fla. “Entramos primeiro com um processo de instrução na Fifa, para receber o contrato e entender quanto de fato é devido. Tivemos acesso aos números e, agora, como eles (Flamengo) já pagaram duas prestações (para a Inter) e não fizeram o pagamento para nós, fomos à Fifa”, acrescenta Doria.

Leia também