Conselheiro do Sport faz ataques homofóbicos após Gil do Vigor visitar Ilha do Retiro; ex-BBB lamenta

·3 minuto de leitura

Áudios do advogado Flávio Koury, conselheiro do Sport, fazendo ataques homofóbicos ao ex-participante do "BBB" Gil do Vigor foram vazados nesta sexta-feira. O conselheiro disse que a dança que o economista fez em sua visita à Ilha do Retiro era uma "depravação" e que apenas a "veadagem" iria comprar a camisa do clube. 

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola

- Se ele tivesse Se ele tivesse feito essa dancinha na casa dele ou no bordel, ou onde ele quisesse, eu não estava nem aí. Mas foi dentro da Ilha do Retiro, né rapaz. Isso é uma desmoralização. Isso é ausência de vergonha na cara. É isso que a gente está vivendo. Esses tempos novos que estão falando, é isso. Não tem mais respeito - afirmou o Koury no primeiro áudio.

Leia também:

- Filho não respeita pai, pai não respeita filho, não respeita irmão. Não tem amigo. É a depravação. Isso é o retrato do legado do que o PT deixou pra gente, é isso aí. É exatamente isso - acrescentou. 

Em um segundo áudio, Flávio Koury voltou a criticar a jogada de marketing do clube com Gil do Vigor, utilizando termos homofóbicos. 

- 1, 2 milhões de visualizações, arretado. 1, 2 milhões de pessoas achando que o Sport só tem "veado", só tem "puto", só tem "galinha", só tem "bixa". É bom, muito bom. Um marketing arretado, vai vender é camisa rapaz. A "veadagem" todinha vai comprar, vai ser lindo - disse Flávio Koury. 

Escute abaixo os áudios originais. 

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Gil do Vigor, que visitou a Ilha do Retiro a convite do Sport após ser eliminado do Big Brother Brasil 21, afirmou nas suas redes sociais que este foi o primeiro ataque homofóbico que recebeu depois que saiu do programa. O clube também fez uma publicação apoiando o ex-BBB e dizendo que as medidas para penalizar Koury já "estão sendo tomadas".

- Primeiro ataque homofóbico que me deparo após o BBB e posso garantir, ainda machuca MUITO! Mas sigo firme e providências serão tomadas. Tirando o dia off para não perder minha alegria por tudo que venho vivendo... É muita dor - afirmou Gil em seu Twitter.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

- O Sport Clube Recife é de todos. Gil do Vigor é e sempre será um legítimo representante das cores do Sport. Um clube plural, do povo [...] O Sport e o Conselho Deliberativo GARANTEM que estão tomando todas as providências para que todo e qualquer ato de preconceito seja devidamente penalizado - comunicou o clube em seu Twitter. 

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Os áudios de Flávio Koury atacando Gil do Vigor foram vazados pelo deputado estadual e também membro do conselho do Sport ao lado de Koury, Romero Albuquerque (PP). O deputado afirmou que já deu entrada no processo de expulsão do advogado do conselho do clube. 

- Dei entrada no requerimento que pede a expulsão de Flávio. Divulguei porque além do fato administrativo, ultrapassou a esfera criminal. É homofobia. Algo na minha visão muito grave. Acabei expondo outros conselheiros, mas não podia ser diferente meu posicionamento. Tinha que me manifestar para que essa atitude está errada - afirmou Romero Albuquerque. 

Ao portal "Globo Esporte", Flávio Koury confirmou que os áudios sejam dele mas disse que não foi homofóbico. 

- O que eu disse é que eu não gosto é de putaria e não gosto mesmo não. Vocês tratem de não querer botar palavra na minha boca. Não admito isso - disse Flávio Koury.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos