Conselheiro agredido faz B.O. e abre processo contra Leco, que pode até ter de deixar a presidência

Leco é apontado por torcedores como o responsável pelo momento ruim do time (Rubens Chiri/SPFC)

A confusão de Leco com um conselheiro são-paulino depois do empate em 1 a 1 com o Corinthians, no Morumbi, ainda vai render dor de cabeça ao presidente. Nesta segunda-feira, Pedro Mauad registrou um boletim de ocorrência acusando o presidente de agressão. Com a posse do B.O., Pedro entrará com uma representação no Conselho Deliberativo do Tricolor reclamando do comportamento do principal dirigente do clube.

O documento deverá contar com a assinatura de mais 30 conselheiros, irritados com o comportamento de Leco. A expectativa é de que o presidente seja levado a uma Comissão de Ética e corra o risco de uma punição pesada, como a expulsão do Conselho Deliberativo. Desta maneira, ele ficaria impossibilitado de se manter como presidente do São Paulo.

Já há até jurisprudência para esse tipo de punição: em abril do ano passado, Ataíde Gil Guerreiro foi expulso do conselho porque, entre outras coisas, agrediu o então presidente do Tricolor, Carlos Miguel Aidar. Assim como Leco, Ataíde pegou Aidar pelo pescoço.

A briga de Leco e Pedro ocorreu enquanto o dirigente se dirigia de seu camarote para o vestiário do time. Pedro garante que o procurou para desfazer um mal-entendido de julho. Irritado com o resultado do clássico, Leco teria respondido com uma ameaça. Um dos filhos do presidente ainda se meteu na discussão, levando o conselheiro a exigir que não lhe colocassem a mão. Foi neste momento que o presidente teria puxado Pedro pela gola da camisa. Tudo presenciado por vários conselheiros.

Além da representação de Pedro, Leco ainda corre outro risco: é que membros da oposição se articulam para pedir a intervenção judicial do presidente. Leco já havia causado confusão no sábado, com uma entrevista em que se eximiu de culpa pelo mau momento do time e detonou Rogério Ceni e Cueva. Por meio de sua rede social, Rogério Ceni respondeu a Leco com a seguinte mensagem: “Não se deixem enganar pelos cabelos brancos, pois os canalhas também envelhecem”.

A intervenção poderia causar o afastamento de Leco da presidência por um período de tempo determinado pela Justiça.

Leco e Pedro viraram desafeto em julho, depois que o conselheiro postou uma foto do presidente ao lado de Ataíde Gil Guerreiro sugerindo algo. Nos comentários, ele e outro conselheiro especulam uma divisão de lucros. Por causa disso, Leco já havia entrado com representação no Conselho exigindo explicações.

Procurado pelo Blog, Leco não quis dar sua versão sobre a briga com o conselheiro.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui: