Conor mira revanche contra Khabib em Moscow e provoca: “Sou mais russo que esse cara”

AgFight

Após a performance avassaladora no UFC 246, Conor McGregor não escondeu seu desejo de realizar uma revanche contra Khabib Nurmagomedov. Durante a coletiva de imprensa depois do evento, ‘Notorious’ mirou um eventual duelo diante do campeão peso-leve (70 kg) do UFC em Moscow, capital do país do seu desafeto. Provocador como sempre, o falastrão chegou a afirmar, de forma irônica, que é mais russo que ‘The Eagle’.

Apesar da alfinetada em Khabib, Conor manteve o respeito com o povo russo e afirmou que ama o país. De acordo com o ex-bicampeão do Ultimate, uma revanche em Moscow daria aos fãs o espetáculo que eles almejam. Outro destino cogitado por McGregor foi sua própria nação, a Irlanda.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Por que ele (Dana) foi contra (luta em Moscow)? Vamos lá, quanto dinheiro é o suficiente? Eu amo a Rússia e amo o povo russo. Fui a Moscow recentemente e eles são uma grande nação, são apaixonados por MMA e por mim, me dão muito apoio. E gostam também do ‘Proper Twelve’ (uísque) porque sabem que é uma boa bebida. Eles são um povo de bom espírito. Que lugar! (A luta) seria como um filme do ‘Rocky’. Amaria fazer isso, quero criar espetáculos para as pessoas. Sou mais russo que esse cara (Khabib), então amaria ir para Moscow e competir lá”, provocou Conor, antes de esboçar outro possível local para o duelo.

“Se for para ser um show em um estádio na Europa, vai ser na Irlanda, e não no Reino Unido. Amo o Reino Unido também, mas não aconteceria lá. Tragam esse filha da p*** para a Irlanda, tenho pedido isso desde o início. Amaria competir na Irlanda, na minha cidade natal. O quão incrível isso também seria?”, completou o falastrão.

Além de Nurmagomedov, nomes como Floyd Mayweather, Kamaru Usman, Jorge Masvidal e Manny Pacquiao também estão no radar de McGregor. Com o retorno triunfante, o irlandês se recolocou no topo do esporte e, devido ao apelo atrelado à sua imagem, o irlandês provavelmente terá o direito de escolher seu próximo rival na companhia.

Leia também