Conmebol se opõe a plano da Fifa de realizar Copa do Mundo a cada dois anos

·1 minuto de leitura
(arquivo) O presidente da Fifa, Gianni Infantino (dir.) e o presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez posam ao lado de Pibe, o mascote da Copa América, antes da final do torneio entre Argentina e Brasil, no Maracanã, em 10 de julho de 2021 (AFP/MAURO PIMENTEL)

A Conmebol se posicionou firmemente contra a realização de uma Copa do Mundo a cada dois anos, nesta sexta-feira, rejeitando a iniciativa que vem sendo estudada pela Fifa a qual considerou 'altamente inviável'.

"Uma Copa do Mundo a cada dois anos pode distorcer a competição de futebol mais importante do planeta, diminuindo sua qualidade e prejudicando seu aspecto de exclusividade e seus atuais padrões de exigência", disse o órgão dirigente do futebol sul-americano, que reúne dez federações, em um comunicado.

"Nas condições atuais, já é complexo harmonizar horários, horários, logística, preparação adequada de equipamentos e compromissos. A situação seria extremamente difícil com a mudança proposta. Pode até colocar em risco a qualidade de outros torneios, tanto de clubes como de seleções", acrescentou.

A entidade regional questionou o projeto após "consultar os referentes do futebol sul-americano" e entre suas conclusões também indicou que "não há justificativa esportiva" para encurtar a organização das nomeações máximas do futebol de quatro para dois anos.

Já pleiteada e descartada nos anos 90, a ideia de uma Copa do Mundo bienal ressurgiu nos últimos meses. O francês Arsene Wenger, diretor de desenvolvimento da Fifa, ficou encarregado de defendê-la na mídia na semana passada.

No final de maio, a entidade mundial iniciou "um estudo de viabilidade" solicitado pela Federação Saudita, próxima ao presidente da Fifa, Gianni Infantino.

bur-ol/cl/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos