Conmebol denuncia Palmeiras por brigas no Uruguai

Felipe Melo durante confusão contra o time Peñarol (AP)

A confusão envolvendo o Palmeiras e Peñarol ainda está rendendo. Nesta quarta-feira (3), a Conmebol oficializou a denúncia ao clube brasileiro pelos problemas na partida do último dia 28 de abril, pela Copa Libertadores, que terminou em pancadaria após a vitória do Verdão por 3 a 2.

O clube foi denunciado pela Conmebol nos artigos 5, 6 e 11 do código do código disciplinar, podendo jogar ao menos uma partida de portões fechados, provavelmente a de 24 de maio, contra o Tucumán, na última rodada da fase de grupos da Libertadores. A sanção, porém, pode ser ainda maior.

Os dois primeiros se referem à conduta dos atletas e membros do clube, o último ao dos torcedores. Em ambos os casos, o Palmeiras pode ser considerado responsável. 

Após o fim do jogo, torcedores uruguaios tentaram invadir o espaço dos palmeirenses e foram bloqueados. Membros do Peñarol atacaram barras de ferro e lixeiras nos palmeirenses que, visivelmente, só tentaram se defender..

Felipe Melo foi suspenso preventivamente por três jogos, assim como atletas do Peñarol. Nesta terça-feira (2), na Argentina, o time uruguaio perdeu por 2 a 1 para o Atlético Tucumán e foi eliminado da competição.