Conmebol decide penas de envolvidos em confusão no GreNal da Libertadores

Futebol Latino
LANCE!


A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), através do seu Tribunal Disciplinar, não apenas informou a Grêmio e Internacional das punições mediante a confusão generalizada do clássico que aconteceu na fase de grupos da Libertadores no último dia 12 de março como também publicou as mesmas em seu site oficial.

Os oito jogadores que receberam cartão vermelho pela briga que começou aos 40 minutos do segundo tempo na dividida entre o lateral-esquerdo Moisés e o atacante Pepê foram autuados pelo tribunal, porém com níveis diferentes de sanções.

Dentro desse grupo de punidos, o zagueiro Paulo Miranda e o atacante Luciano do lado gremista além de Moisés e o meio-campista Edenílson por parte do Colorado foram aqueles que tiveram as penas mais duras. Foram quatro jogos de suspensão e multa de 3 mil dólares (R$ 16,7 mil) para Paulo Miranda e Moisés bem como Luciano e Edenílson, além da multa de 3 mil dólares (R$ 16,7 mil), que foram punidos com três jogos de "gancho".

No caso dos outros quatro atletas que foram punidos pela Conmebol (o lateral-esquerdo Caio Henrique e Pepê no Grêmio além do lateral-direito Bruno Praxedes e o zagueiro argentino Victor Cuesta), a pena foi a mesma: a suspensão automática pela expulsão e multa de 1,5 mil dólares (R$ 8,3 mil).

Em relação a possibilidade das equipes entrarem com recurso mediante a decisão do tribunal do órgão que rege o futebol na América do Sul, enquanto o Grêmio antecipou que não fará uso do recurso, o Colorado ainda fará uma avaliação mais detalhada para decidir.








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também