Conmebol aprova protocolo de prevenção contra COVID-19

AFP
Estádio El Campín, em Bogotá, Colombia, em 17 de março de 2020.
Estádio El Campín, em Bogotá, Colombia, em 17 de março de 2020.

O Conselho da Conmebol aprovou nesta sexta-feira (19) um protocolo de prevenção contra COVID-19 para treinamento e viagens de equipes que disputarão suas competições assim que as conexões aéreas na região forem retomadas, informou a organização esportiva.

O Conselho, que se reuniu por videoconferência, deu luz verde ao chamado "Protocolo de Recomendações Médicas para Treinamento, Viagens e Competições", sem detalhar as medidas.

Também foi estabelecido um manual operacional para chegadas e partidas nos aeroportos.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Os documentos preparados pela comissão médica servirão de base de trabalho para a retomada das competições continentais", informou a Conmebol em seu site.

"É essencial enfrentar a reativação do futebol com um documento-base de procedimentos e medidas preventivas que possam ser aplicadas para garantir a saúde de todos", afirmou o chefe da Conmebol, Alejandro Domínguez.

- Pontos principais do protocolo -

Nos treinos, as equipes devem cumprir as medidas de desinfecção antes e depois dos treinamentos, controle de temperatura dos jogadores, equipe técnica e pessoas que entram no campo de jogo.

Uma distância entre 2 e 2,5 metros deve ser respeitada nas sessões de treinamento e os equipamentos esportivos serão entregues em sacos fechados.

O uso de vestiários não é permitido, embora os banheiros sejam.

Jogadores e treinadores ou membros das delegações, e até árbitros, deverão executar controles de temperatura no momento da competição na Taça Libertadores e na Copa Sul-Americana.

Aqueles com sintomas de COVID-19 serão isolados.

Também deverão usar máscaras faciais fora de seus quartos, e o alojamento será individual.

O protocolo proíbe os jogadores de cuspir, beijar a bola, compartilhar garrafas de água, dar abraços para comemorar gols ou vitórias e trocar camisas.

Substitutos e assistentes técnicos, autoridades do jogo, devem usar máscaras, que poderá ser retirada pelo técnico ao dar instruções.

- Mantido calendário das eliminatórias -

Na reunião desta sexta também foi ratificada a validade do calendário da Fifa para o início das eliminatórias da América do Sul para a Copa do Mundo no Catar, prevista em princípio para o próximo mês de setembro.

Por outro lado, todas as competições que dependem da Conmebol foram suspensas desde março devido à pandemia de coronavírus, que está atingindo fortemente a América do Sul.

Por outro lado, a entidade sul-americana elegeu seus dois representantes para a Fifa, uma indicação que foi para Ignacio Alonso, presidente da Federação Uruguaia de Futebol, e María Sol Muñoz, do Equador, que foi reeleito.

Leia também