Conmebol altera regulamento da Copa América após novos casos de Covid-19

·1 minuto de leitura

Nesta sexta-feira, antevéspera de sua estreia na Copa América, a Venezuela, adversária do Brasil na abertura do torneio, confirmou diversos casos positivos para a Covid-19 em sua delegação. E este fato fez a Conmebol alterar um item do regulamento da competição continental.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Se antes eram permitidas até cinco trocas na lista de inscritos se houvesse contaminação pela doença (antes ou durante a disputa), agora não há limite de substituições. Os testes de PCR são realizados pela própria organização da Copa América.

Os jogadores que positivaram se encontram isolados em um hotel de Brasília, cidade do jogo deste domingo(18h) que abre a briga pelo título. São eles: Mikel Villanueva, Jhon Chancelllor, Josef Martinez, Rómulo Otero, Roberto Rosales, Jhonder Cadiz e Rafael Romo. Venezuela e Brasil estão no Grupo B, que ainda conta com Equador, Peru e Colômbia. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos