Conheça o Al-Nassr, time saudita que sonha com Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo é o sonho do Al-Nassr. Foto: Pablo Morano/BSR Agency/Getty Images
Cristiano Ronaldo é o sonho do Al-Nassr. Foto: Pablo Morano/BSR Agency/Getty Images

O Al-Nassr é o time da Arábia Saudita que ganhou projeção pelo fato de sonhar com a contratação do astro português Cristiano Ronaldo. Segundo publicação do jornal espanhol Marca, o time saudita está disposto a pagar 200 milhões de euros por temporada ao atleta. 200 milhões de euros equivalem a R$ 1 bilhão na atual cotação.

Caso a negociação seja concretiza com final feliz para o Al-Nassr, será a primeira experiência de CR7 fora da Europa, ou seja, provavelmente será o caminho para aposentadoria de Cristiano dos gramados. O jogador está com 37 anos e esse possível ciclo denota que sua fase nas principais ligas europeias chegou ao fim.

Leia também:

Al-Nassr foi fundado em 24 de outubro de 1955 e está situado em Riad, capital da Arábia Saudita. Esse time conseguiu criou relação com Brasil ao longo de sua história e sua primeira experiência no gramado foi em 2000 quando enfrentou Corinthians no Brasil pelo primeiro mundial da FIFA. Os árabes perderam o Timão por 2 a 0 no Grupo A, venceram só um jogo e terminaram em sexto na classificação geral.

Em toda sua história, apostou em muitos técnicos estrangeiros, exemplos: os brasileiros Joel Santana, Ricardo Gomes e Mano Menezes. Quem comanda atualmente o Al-Nassr é o francês Rudi Garcia, que, inclusive, acumula passagem pelo Lyon.

Muitos jogadores brazucas marcaram época com esse time. Paulo Nunes, Marcelinho Carioca, Hernane “Brocador”, Denilson, o ex-corintiano Élton, Marquinhos Gabriel e o meia do Corinthians Giuliano. No seu atual elenco, estão os volantes Luiz Gustavo e Anselmo.

Al-Nassr persegue pelo título inédito da Champions League da Ásia e até aqui conquistou a Recopa da AFC e a Supercopa Asiática, ambas no ano de 1998. É ênea campeão nacional (1975, 1980, 1981, 1989, 1994, 1995, 2014, 2015 e 2019). O seu grande rival local é o Al Hilal.