Conheça a lista de reforços brasileiros pedidos por Jesus para o Benfica

Jorge Nicola
·3 minuto de leitura
Bruno Henrique é tratado como a prioridade de Jesus no Flamengo (Alexandre Vidal/Flamengo)
Bruno Henrique é tratado como a prioridade de Jesus no Flamengo (Alexandre Vidal/Flamengo)

Presidente do Benfica, Luis Filipe Vieira desembarcou neste domingo no Rio de Janeiro. Na teoria, a chegada do principal mandatário do clube serve para resolver os últimos trâmites com o Flamengo para a rescisão de Jorge Jesus, além de levá-lo a Portugal. Na prática, há também a intenção de estar em terras brasileiras para acelerar negociações de reforços pedidos pelo novo treinador.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

E a lista é grande. As prioridades de JJ hoje são um zagueiro, um volante, um meio-campista armador e um atacante. É possível que, em um segundo momento, surjam outras necessidades, como laterais - André Almeida e Grimaldo não são capazes de encantar o comandante.

Leia também:

A limpa que o Benfica tentará fazer no Brasil é explicável. Primeiro, porque Jesus conhece a fundo o mercado nacional depois de passar 13 meses estudando adversários e os enfrentando pelo Flamengo. Depois, porque os atletas no Brasil são mais baratos do que na Europa. E por último porque nenhum brasileiro ocupa vaga de estrangeiro no Campeonato Português.

Para a zaga, a preferência do Mister é por Lucas Veríssimo, do Santos. E o negócio não deve ser fechado por mais que 7 milhões de euros, já que o presidente José Carlos Peres se comprometeu com o defensor a vendê-lo diante de tais cifras. Desta maneira, se houver acordo com Veríssimo, o rubro-negro Léo Pereira nem seria consultado.

Tudo para que o Benfica possa concentrar esforços em outros alvos na Gávea. A prioridade de JJ é o atacante Bruno Henrique, cujo contrato acaba de ser renovado, fazendo com que a multa rescisória tivesse passado de 12 milhões de euros para algo na casa dos 30 milhões. A ideia dos portugueses é levá-lo por no máximo 20 milhões.

Já o meia Gerson tem multa ainda mais alta, de 75 milhões de euros, mas foi comprado da Roma no ano passado por 12 milhões de euros. E, na visão do Benfica, vale aproximadamente 35 milhões de euros. Willian Arão completa a trinca de desejos do treinador no Rubro-Negro.

E a vontade de Bruno Henrique,Gerson e Arão de jogarem na Europa, sob o comando do Mister, pode se transformar em um dos trunfos nas tratativas com o vice de futebol do Fla, Marcos Braz. Caso contrário, será bem mais complexo tirá-los da Gávea depois do estresse causado pela perda do Mister.

Veja mais de Jorge Nicola no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos