Conheça as principais armas de Curitiba Silverhawks e Portuguesa FA para a final da Liga BFA feminina

Montagem de Fotos (Yssara Kauanne e Grasiela Gonzaga )- Jana Godoi e Andressa Hotsumi são duas grandes destaques da final feminina da Liga BFA


A final da categoria feminina da Liga Brasileira de Futebol Americano (Liga BFA) acontece neste sábado (12/11), às 14h, entre Curitiba Silverhakws e Portuguesa FA, no Croco Stadium, na capital paranaense. Na primeira fase, as duas equipes se enfrentaram e, um jogo bastante disputado, as paranaenses venceram por 7 a 0.

Melhor equipe da primeira fase da competição, o Curitiba Silverhawks venceu os três jogos que disputou. Mostrando grande consistência, o time paranaense não foi vazado na competição e seu ataque anotou 55 pontos (média de 18,3 pontos por partida).

Um dos destaques do time é a wide receiver Jana Godoi. A recebedora foi eleita pelo clube curitibano a jogadora ofensiva da temporada regular, tendo anotado três touchdowns além de ter conquistados 96 jardas após recepções e 110 jardas corridas.
Com vários anos de experiência no flag football, Jana Godoi está em sua primeira experiência no futebol americano full pad (equipado). A jogadora se mostrou surpresa em ser escolhida pelo clube como a destaque ofensiva da temporada regular da Liga BFA.

“Não tinha ideia que o time fazia essas avaliações, então foi uma surpresa muito emocionante. Acompanhava o Curitiba Silverhawks pelas redes sociais e tinha esse desejo de participar um dia, ter a experiência de conhecer pessoalmente, dividir o campo. Estando agora no elenco, vejo nos treinos como as meninas são dedicadas e possuem paixão pelo esporte, sempre buscando melhorar, evoluir individualmente e coletivamente. Recebi muita ajuda e dicas, além de todo ensinamento dos coachs. Foi um destaque individual, mas que conquistei com a ajuda dessas mulheres, então representa um pouquinho da minha retribuição por tudo”, afirmou.

Apesar de jogar em casa e ter 100% de aproveitamento na competição, Jana Godoi não considera o Curitiba Silverhawks favorito e acredita que a final será dura e decidida nos detalhes.

“Elas também tiveram quatro jogos nesta temporada, com três vitórias e apenas a derrota para o Curitiba Silverhawks, em um jogo bem equilibrado e definido em pequenos detalhes. Não consigo apontar um favorito, mas estamos sim contando com a nossa torcida como uma força extra dentro de campo”, destacou.

Jana Godoi analisou a Portuguesa e destacou as principais qualidades das adversárias da final da Liga BFA.

“Temos bastante consciência da força que é a Portuguesa, com um ataque explosivo e uma defesa inteligente. Então, respeitamos isso e estamos nos preparando para mais uma disputa apertada, onde quem for mais efetivo sairá com a vitória. Como o head coach sempre nos reforça antes dos jogos, individualmente somos muito boas atletas, mas quando nos juntamos e pensamos coletivamente, somos imparáveis”, completou.

Hotsumi é uma das esperanças ofensivas da Portuguesa FA
Se Jana Godoi foi a grande destaque das paranaenses na Liga BFA, a running back Andressa Hotsumi é uma das armas ofensivas da Portuguesa FA na competição. A jogadora anotou os dois touchdowns da equipe no torneio – na vitória sobre o Brasília Pilots – e deve ser uma das atletas mais acionadas no ataque paulista.

Apesar de ter sido derrotada na temporada regular, Andressa Hotsumi salienta que o time paulista evoluiu após o confronto. Além disso, a Portuguesa conta agora com um coordenador ofensivo, que, segundo a running back, ajudou bastante no crescimento da equipe.

“No primeiro jogo contra elas, o ataque estava com falta de sincronia e ainda estávamos sem coach de ataque. Agora, para esse novo confronto, ajustamos os pontos que faltavam e estamos prontas e determinadas para reverter o resultado da primeira fase”, revelou.

Nesta temporada, a Portuguesa FA conquistou o Campeonato Brasileiro da CBFA contra o Cold Killers, também Curitiba. A capital paranaense traz boas lembranças para Hotsumi que espera levantar o segundo título nacional em 2022. “Com certeza o time todo quer isso. A linha do pensamento é o mesmo, queremos a vitória e brigaremos por isso”, salientou.

Além do futebol americano, Hotsumi se aventurou neste segundo semestre em outra modalidade esportiva e foi campeã paulista de levantamento terra, tendo erguido 172,5 kg na competição.

“Sábado (5/11), fez exatamente um mês que eu decidi me dedicar e treinar especifico para essa modalidade. Fiquei extremamente feliz e grata, com o privilégio que estou tendo de ser treinada pelo técnico Luiz Lopez (o Cubano), um dos melhores treinadores e quem eu admiro muito”, detalhou.

“Com certeza, minha estreia no paulista, foi movida pelo nervosismo, mas felizmente consegui superar todas as minhas expectativas. Estou muito contente e mais feliz ainda em ver que tenho pessoas que comemoram e torcem junto comigo”, finalizou.