Confuso com declaração de Dana, Gaethje rebate: "Não tenho ideia do que está falando"

Se tudo ocorrer como projeta o UFC, Conor McGregor e Khabib Nurmagomedov devem se enfrentar novamente pelo cinturão peso-leve (70 kg) no futuro próximo. Com isso, Justin Gaethje – que era apontado como segundo na fila dos próximos desafiantes, atrás de Tony Ferguson – viu o irlandês furar a fila, mesmo sem vencer um confronto na categoria desde 2016. Compreensivelmente irritado, o americano reclamou em suas redes sociais da postura da organização e foi rebatido por Dana White, que indicou que Gaethje teria uma parcela de culpa em sua situação.

O presidente do UFC, sem entrar em detalhes, revelou, em entrevista recente à emissora americana ‘ESPN’, que o lutador recusou alguns combates oferecidos que poderiam ter lhe deixado mais próximo do title shot. Por sua vez, Gaethje se mostrou confuso com a declaração do dirigente e tentou relembrar as lutas oferecidas pela entidade nos últimos tempos, em participação no programa de rádio ‘MMA Tonight’.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Eu tenho tentando entender o que ele tem falado. Sei que quando ele fez aquela entrevista há pouco tempo, ele disse: ‘Justin Gaethje sabe o que eu estou falando, ele sabe o que está acontecendo’. Eu literalmente não tenho ideia do que ele está falando, é muito louco”, declarou o confuso Gaethje, antes de continuar.

“Tenho quase certeza que foi (quando) eles me ofereceram, eu acho, Tony Ferguson. Quando Tony Ferguson lutou com Cowboy (Cerrone) em junho e eles estavam procurando um substituto para essa luta no final de maio. Eu disse a eles que não era tempo suficiente, mas se eles adiassem um pouco eu aceitaria essa luta, aí eles rejeitaram (a oferta). Depois eles perguntaram se eu queria lutar com Tony no card de Abu Dhabi (7 de setembro), e eu disse sim, e ele disse não, então eu aceitei a luta com Cowboy uma semana depois disso”, relembrou Justin, de acordo com transcrição do site ‘MMA Junkie’.

O potencial de promoção de um novo duelo entre duas das maiores estrelas da companhia é obviamente o grande atrativo para o Ultimate. Nem mesmo o fato de Conor estar afastado dos octógonos desde outubro de 2018, justamente quando foi finalizado por Khabib, ou que sua luta contra Cerrone será disputada na categoria dos meio-médios (77 kg) parece incomodar a organização. Ainda que venha de três vitórias expressivas seguidas, todas por nocaute, Justin Gaethje ainda não possui o mesmo ‘tamanho’ do irlandês, especialmente na parte promocional dos duelos. Ciente disso, o americano evitou culpar Dana White pela decisão tomada pela organização.

“Ele (Dana) tem pessoas acima dele dizendo para ele casar essa luta. Essa é a luta que vai fazer mais dinheiro, tenho certeza, só olhando de fora para dentro. (…) Eu não acho que ele está tentando me depreciar, eu fiz tudo que esse homem poderia querer de um lutador, ou empregado, ou alguém que ele paga dinheiro para assistir. Então, não acho que seja necessariamente algo pessoal contra mim. Acho que são pessoas acima dele dizendo para ele que eles precisam fazer essa luta, não importa como”, finalizou Gaethje.

Antes que o UFC possa confirmar o novo combate entre Khabib e Conor, ambos precisam superar seus próximos desafios agendados. Nurmagomedov coloca seu cinturão até 70 kg em jogo contra Tony Ferguson no dia 18 de abril, no Brooklyn (EUA). Já McGregor retorna após longo hiato diante de Donald ‘Cowboy’ Cerrone no dia 18 de janeiro, em Las Vegas (EUA). Enquanto isso, Justin Gaethje segue sem oponente ou data para se apresentar novamente no octógono mais famoso do planeta.

Leia também