Confusão em Montevidéu tem 29 detidos e 18 policiais feridos

A vitória por 3 a 2 do Palmeiras sobre o Peñarol, alcançada na noite de quarta-feira, terminou em confusão no Estádio Campeón del Siglo. Após briga entre jogadores no gramado e torcedores nas arquibancadas, 29 pessoas foram detidas e 18 policiais acabaram feridos.

De acordo com informação preliminar do Ministério do Interior local, publicada pelo jornal El País, 15 torcedores do Peñarol foram detidos por tentar invadir um setor do estádio e outros dois, por ameaças a policiais antes do jogo. Um palmeirense também acabou preso por uma “desordem” ocorrida durante o primeiro tempo.

Após a partida, torcedores do Peñarol tentaram invadir o estádio e entraram em confronto com policiais do lado de fora, episódio que terminou com 18 membros das forças de segurança feridos. Veículos das autoridades ainda foram danificados por pedradas.

Durante a confusão do lado de fora do estádio, 10 torcedores acabaram detidos, um policial foi agredido e teve sua arma roubada. As câmeras no exterior do estádio não estavam em funcionamento, mas as autoridades fizeram registros fotográficos do ocorrido.

Após a partida, Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, reclamou da falta de policiais para garantir a segurança dentro e fora de campo. Líder do Grupo 5 da Copa Libertadores com 10 pontos ganhos, o Palmeiras volta a campo para enfrentar o Jorge Wilstermann às 21h45 (de Brasília) de quarta-feira, em Cochabamba.