Confirmado: Sergio Pérez testa positivo para Covid-19 e está fora do GP da Grã-Bretanha

motorsport.com

Está confirmado: Sergio Pérez é o primeiro piloto da Fórmula 1 a testar positivo para Covid-19 desde o início da temporada 2020. O mexicano está fora do GP da Grã-Bretanha neste final de semana e vira dúvida para o GP dos 70 Anos na próxima semana, ambos em Silverstone.

Na manhã desta quinta-feira, o teste do mexicano deu resultado inconclusivo e, por isso, ele foi isolado e submetido a um novo exame, que deu positivo. Com isso, o piloto da Racing Point se torna o terceiro caso positivo de Covid no circo da F1 desde o início da temporada, após dois casos positivos no GP da Hungria.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também:

Análise Técnica: Quais são os problemas por trás do "difícil" RB16 da Red Bull?Grosjean revela conversa com Hamilton para esclarecer controvérsia sobre protestos antirracismoF1: Norris faz concurso para capacete do GP da Grã-Bretanha e escolhe desenho de menina de seis anos

Pérez não esteve presente na coletiva de imprensa e, imediatamente, a equipe informou nas redes sociais a situação do piloto, que havia estado em contato com um número reduzido de membros da equipe. Estes também foram colocados em isolamento e serão submetidos a exames.

O protocolo da FIA para a Covid-19 exige uma contraprova em situações como a de Pérez.

Desde o início da temporada, todas as pessoas que integram a biosfera da F1 e que têm acesso ao paddock são obrigadas a passar por testes a cada cinco dias, como forma de tentar reduzir a disseminação do vírus entre os presentes.

O resultado vem em um momento particularmente difícil para o mexicano. Amanhã, dia 31, é o dia veiculado como prazo limite para que a equipe Racing Point aplique a cláusula de saída da equipe, abrindo espaço para uma chegada de Sebastian Vettel. Mas ainda não há confirmação de que o tetracampeão já tenha assinado o contrato com a Aston Martin.

Enquanto isso, a Racing Point terá que seguir com seu plano B para o final de semana. A equipe não possui pilotos reservas próprios, mas tem um acordo com a Mercedes para usar os pilotos da montadora. Com isso, Esteban Gutiérrez e Stoffel Vandoorne são cotados. Porém, com Vandoorne já em Berlim para a maratona de corridas da Fórmula E, o mexicano é visto como a primeira opção.

TELEMETRIA: Barrichello relembra 20 anos da primeira vitória na F1

PODCAST: Bastidores do futuro do GP do Brasil e ambientes de F1 favoritos de Reginaldo Leme

Your browser does not support the audio element.

Leia também