Confira o desempenho, em 2021, dos 17 jogadores do Vasco em fim de contrato. Com quais você renovaria?

·2 min de leitura


A reformulação no departamento de futebol do Vasco, mais cedo ou mais tarde, chegará no elenco profissional. O Cruz-Maltino tem mais de um time com jogadores em fim de contrato. Atletas com diferentes frequências de utilização e valores no mercado estão a semanas de finalizarem os vínculos com o clube de São Januário. Quais deles você tentaria renovar?

Halls - Esteve emprestado ao Boa. No Vasco, disputou somente uma partida.
Vanderlei - Titular desde que foi contratado, foi barrado na reta final da temporada para a entrada de Lucão.

Miranda - Caminhava para ter a temporada de maior participação como profissional quando foi suspenso por doping. O gancho é por tempo indeterminado, mas a tendência é de que o vínculo com o Cruz-Maltino seja estendido.

Ernando - Contratado para formar a zaga titular com Leandro Castan, sofreu com críticas e já não entra em campo desde agosto.

Walber - Emprestado para o segundo turno da Série B do Campeonato Brasileiro, pouco atuou. A atuação mais recente, contra o Vitória, como titular, foi trágica.

Léo Matos - O lateral-direito foi titular ao longo de praticamente todo o ano, mas não teve atuações positivas em sequência. Contra o Botafogo, foi expulso com um quarto de partida.

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

Zeca - Foi um dos mais contestados pela torcida ao longo da temporada. Destro, foi bem na lateral esquerda - a posição de origem - no Estadual. Teve bons momentos quando deslocado para a lateral direita.

Caio Lopes - Tem contrato até o fim de janeiro do ano que vem. Marcou um gol em 13 partidas. É o ativo mais valioso do clube que pode sair de graça ao fim do vínculo, se não estendê-lo.

Andrey - Soma 42 partidas este ano, tem uma vida inteira no Vasco, mas deve finalizar nos próximos jogos a passagem por São Januário.

Michel - Emprestado pelo Grêmio, sofre com problemas físicos e praticamente não entrou em campo.

Romulo - Retornou para ser um pilar de experiência e de altura no elenco. Não conseguiu se impor como titular em mais do que 11 jogos.

Marquinhos Gabriel - Tinha sobre si a expectativa de que fosse o articulador principal da equipe - posição que ele não ocupava há anos. Produziu em números, mas não convenceu de todo. Melhorou quando recuado a volante.

Léo Jabá - Ativo durante toda a temporada, buscou jogo, mas não foi consistente como titular.

+ E o futuro? Confira os próximos passos da reformulação no departamento de futebol do Vasco


Morato - Outro que alternou entre participações desde o início e a partir do banco de reservas. Foi bastante criticado pela torcida.

João Pedro - O ponta-direita de 21 anos tem contrato com o Vasco até janeiro do ano que vem e entrou em campo somente 11 vezes.

Daniel Amorim - Contratado para ser reserva de Cano, foi útil na função. Está emprestado.

Cano - Embora não tenha repetido o desempenho de 2020, foi poupado pela torcida quase sempre. Tem um dos maiores salários do elenco.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos