Confira a ficha-técnica e informações dos times da Copa do Nordeste 2021

LANCE!
·9 minuto de leitura


A Copa do Nordeste, maior torneio regional do futebol brasileiro, está na fase de mata-mata e apenas oito equipes ostentam o direito de sonhar com o título, mas isso não nos impede de apresentar uma ficha técnica com curiosidades e informações sobre os 16 clubes que disputaram a competição nesta temporada.

Confira abaixo:

4 de Julho

O estreante da edição 2021 é o 4 de Julho. Diferente das grandes potencias do torneio, o Gavião Colorado tem um investimento modesto e chegou ao torneio regional como o grande azarão.

Com apenas 33 anos de vida, o time chegou a Copa do Nordeste após quebrar uma seca de nove anos sem ganhar o estadual, o quarto da sua história.

Nome do Clube: 4 de Julho Esporte Clube
Estádio: Arena Ytacoatyara
Fundação: 4 de Julho de 1987
Destaque: Ted Love
Técnico: Flávio Araújo
Desempenho na última edição: -
Conquistas: 4 estaduais
Mascote: Gavião
Melhor Participação: -
Série do Brasileirão: Série D

4 de Julho
4 de Julho

Célio Junior/4 de Julho

ABC

O único representante do Rio Grande do Norte é o ABC. Com 55 títulos estaduais, o Alvinegro bateu o recorde de maior títulos na mesma competição e mostrou a sua força no futebol potiguar.

Apesar da intenção de fazer um bom papel na Copa do Nordeste, o Alvinegro sempre foca mais no estadual, pois é onde ele consegue fazer o calendário para o ano todo.

Nome do Clube: ABC Futebol Clube
Estádio: Frasqueirão
Fundação: 29 de Junho de 1915
Destaque: Walyson
Técnico: Sílvio Criciúma
Desempenho na última edição: Fase de Grupos
Conquistas: 55 títulos estaduais
Mascote: Elefante
Melhor Participação: 2010 – Vice-campeão
Série do Brasileirão: Série D

ABC
ABC

Rennê Carvalho/ABC

Altos

O caçula da Copa do Nordeste é o Altos-PI. Representante do futebol piauiense, a equipe é um dos clubes que mais crescem no estado e chegou a sua quarta participação no torneio regional.

Para chegar a fase de grupos, o Altos eliminou o Globo-RN no Pré-Nordestão.
Nome do Clube: Associação Atlética de Altos

Estádio: Albertão
Fundação: 19 de Julho de 2013
Destaque: Betinho
Técnico: Fernando Tonet
Desempenho na última edição: Fase de Grupos
Conquistas: 2 estaduais
Mascote: Jacaré
Melhor Participação: 2017, 2018 e 2019 – Fase de Grupos
Série do Brasileirão: Série D

Altos
Altos

Celio Júnior/AGIF

Bahia

Uma das principais forças da região nordeste é o Bahia. Com dois títulos do Brasileirão em seu currículo, o Tricolor sempre entra no torneio regional como uma das forças.

Nesta temporada, a equipe comandada por Dado Cavalcanti que apagar o que aconteceu no último nacional e mostrar que pode recuperar o posto de melhor clube da região.

Nome do Clube: Bahia Esporte Clube
Estádio: Arena Fonte Nova
Fundação: 1º de Janeiro de 1931
Destaque: Gilberto
Técnico: Dado Cavalcanti
Desempenho na última edição: Vice-campeão
Conquistas: 49 estaduais, 2 Brasileiros e 3 Copas do Nordeste
Mascote: Super-Homem
Melhor Participação: 2001, 2002 e 2017 - Campeão
Série do Brasileirão: Série A

Bahia x Manaus
Bahia x Manaus

Felipe Oliveira/Bahia

Botafogo-PB

O futebol da Paraíba também está presente na Copa do Nordeste e o Botafogo-PB é o seu grande representante. Com uma torcida apaixonada, o Belo sempre faz frente aos principais clubes da região.

Apesar de não ter conquistado o estadual na temporada passada, o time chegou ao torneio regional por ser o melhor paraibano no ranking da CBF.

Nome do Clube: Botafogo Futebol Clube
Estádio: Almeidão
Fundação: 28 de setembro de 1931
Destaque: Marcos Aurélio
Técnico: Gerson Gusmão
Desempenho na última edição: Quartas de final
Conquistas: 30 estaduais e 1 Série D
Mascote: Xerife
Melhor Participação: 2019 – Vice-campeão
Série do Brasileirão: Série C

Botafogo-PB
Botafogo-PB

Paulo Cavalcanti/Botafogo-PB

Ceará

Atual campeão, o Ceará mostrou uma grande evolução nos últimos anos. A grande prova do fortalecimento da equipe é a sua participação no último Brasileiro e a vaga na Copa Sul-Americana.

Com um elenco recheado de nomes conhecidos, o Alvinegro é o grande favorito a ficar com a taça regional.

Nome do Clube: Ceará Sporting Clube
Estádio: Arena Castelão
Fundação: 2 de Junho de 1914
Destaque: Vina
Técnico: Guto Ferreira
Desempenho na última edição: Campeão
Conquistas: 45 estaduais e 2 Copas do Nordeste
Mascote: Vovô
Melhor Participação: 2015 e 2020 - Campeão
Série do Brasileirão: Série A

Ceará x CSA
Ceará x CSA

(Foto: Felipe Santos / Ceará SC)

CRB

Uma das figurinhas carimbadas da Copa do Nordeste é o CRB. O Galo é comandado por Roberto Fernandes, que chegou na reta final da última temporada e subiu o nível de atuação do time.

A grande aposta para esta temporada foi manter a base e dar padrão de jogo ao time alagoano, que promete chegar longe em 2021.

Nome do Clube: Clube de Regatas do Brasil
Estádio: Rei Pelé
Fundação: 20 de setembro de 1920
Destaque: Diego Torres
Técnico: Roberto Fernandes
Desempenho na última edição: Fase de Grupos
Conquistas: 31 estaduais
Mascote: Galo
Melhor Participação: 1994 – Vice-campeão
Série do Brasileirão: Série B

Equipe do CRB
Equipe do CRB

Galo da Praia briga por vaga na segunda fase da Copa do Brasil (Douglas Araújo/CRB)

Confiança

Após uma reestruturação interna, o Confiança subiu de nível no futebol nordestino e os resultados começaram a aparecer dentro das quatro linhas.

A prova disso é a segunda temporada consecutiva na Copa do Nordeste e o acesso para a Série B do Brasileirão. Agora, a torcida do Azulão sonha com dias mais felizes e, quem sabe, se tornar o maior da região.

Nome do Clube: Associação Desportiva Confiança
Estádio: Arena Batistão
Fundação: 1º de maio de 1936
Destaque: Robinho
Técnico: Daniel Paulista
Desempenho na última edição: Semifinalista
Conquistas: 22 estaduais
Mascote: Dragão
Melhor Participação: 2020 - Semifinalista
Série do Brasileirão: Série B

Sport x Confiança
Sport x Confiança

(Reprodução/ge)

CSA

Ao lado do CRB, o CSA é um dos gigantes do futebol alagoano e por muito pouco não voltou à elite brasileira na última temporada.

Um dos trunfos da equipe vem do banco de reservas. Trata-se do técnico Mozart, que mostra a sua qualidade e tem o elenco sob controle.

Nome do Clube: Centro Sportivo Alagoano
Estádio: Rei Pelé
Fundação: 7 de setembro de 1913
Destaque: Rodrigo Pimpão
Técnico: Mozart
Desempenho na última edição: Fase de Grupos
Conquistas: 39 estaduais e 1 Série C
Mascote: Azulão
Melhor Participação: 1999 e 2010 - Semifinalista
Série do Brasileirão: Série B

CSA x Bahia
CSA x Bahia

(Foto: Augusto Oliveira/CSA)

Fortaleza

Após passar anos no ostracismo da Série C, o Fortaleza, sob a gestão de Marcelo Paz, retomou o seu posto de uma das forças da região nordeste e se estabilizou no cenário nacional.

Depois de passar um grande susto na última edição do Brasileiro, a equipe passa por reconstrução dentro das quatro linhas e promete dar trabalho aos adversários

Nome do Clube: Fortaleza Esporte Clube
Estádio: Arena Castelão
Fundação: 18 de Outubro de 1918
Destaque: Wellington Paulista
Técnico: Enderson Moreira
Desempenho na última edição: Semifinalista
Conquistas: 43 estaduais, 1 Copa do Nordeste e 1 Série B
Mascote: Leão
Melhor Participação: 2019 - Campeão
Série do Brasileirão: Série A

Fortaleza x Ypiranga
Fortaleza x Ypiranga

Divulgação/Fortaleza/Leonardo Moreira

Salgueiro

O Salgueiro é um dos clubes mais tradicionais do futebol pernambucano, mas que apresenta uma história curiosa em relação aos demais. Fundada nos anos 70, a equipe interrompeu as atividades na mesma década e voltou a existir na temporada 2005.

O seu melhor momento foi em 2020, quando fez o interior de Pernambuco faturar o estadual pela primeira vez. A vítima foi o Santa Cruz.

Nome do Clube: Salgueiro Atlétic Clube
Estádio: 22 de março de 1972
Fundação: 22 de março de 1972
Destaque: Emmanuel
Técnico: Daniel Neri
Desempenho na última edição: Fase de Grupos
Conquistas: 1 estadual
Mascote: Carcará
Melhor Participação: 2015 e 2016 – Quartas de Final
Série do Brasileirão: Série D

Salgueiro campeão pernambucano
Salgueiro campeão pernambucano

(Foto: Assessoria FPF)

Sampaio Corrêa

Após chegar a sonhar com a presença na elite do futebol nacional, o Sampaio Corrêa desembarcou na Copa do Nordeste com status de time a ser observado.

Sob o comando de Rafael Guanaes, a diretoria da Bolívia Querida sonha alto e tem como meta o bicampeonato do Nordestão.

Nome do Clube: Sampaio Corrêa Futebol Clube
Estádio: Castelão
Fundação: 25 de março de 1923
Destaque: Ferreira
Técnico: Rafael Guanaes
Desempenho na última edição: Fase de Grupos
Conquistas: 43 Estaduais, 1 Copa do Nordeste, 1 Série B, 1 Série C e 1 Série D
Mascote: Tubarão
Melhor Participação: 2018 - Campeão
Série do Brasileirão: Série B

Altos x Sampaio Corrêa
Altos x Sampaio Corrêa

Divulgação/Sampaio Corrêa

Santa Cruz

Um dos clubes mais populares da região nordeste é o Santa Cruz. No Gigante do Arruda, o Tricolor costuma aterrorizar seus adversários, mas nas últimas temporadas vive um processo de reconstrução.

Dentro das quatro linhas, a principal esperança é o atacante Pipico, que costuma castigar seus principais rivais, de preferência o Sport.

Nome do Clube: Santa Cruz Futebol Clube
Estádio: Arruda
Fundação: 3 de fevereiro de 1914
Destaque: Pipico
Técnico: -
Desempenho na última edição: Quartas de final
Conquistas: 29 estaduais, 1 Copa do Nordeste e 1 Série C
Mascote: Cobra-coral
Melhor Participação: 2016
Série do Brasileirão: Série C

Sport x Santa Cruz - comemoração
Sport x Santa Cruz - comemoração

Foto: Rafael Melo/Santa Cruz

Sport

Apesar de não viver uma das fase mais felizes de sua história, o Sport é sem dúvida um dos maiores clubes da região nordeste. Em seu currículo, o Leão da Ilha do Retiro apresenta diversos títulos, entre eles, o Brasileirão de 87 e a Copa do Brasil de 2008.

A esperança da diretoria e, principalmente da torcida, é que o clube possa reviver seus bons momentos e voltar a assustar os rivais.

Nome do Clube: Sport Clube do Recife
Estádio: Ilha do Retiro
Fundação: 13 de maior de 1905
Destaque: Thiago Neves
Técnico: -
Desempenho na última edição: Quartas de final
Conquistas: 42 estaduais, 3 Copas do Nordeste, 1 Brasileirão, 1 Copa do Brasil e 1 Série B
Mascote: Leão
Melhor Participação: 1994, 2000 e 2014 - Campeão
Série do Brasileirão: Série A

Thiago Neves - Sport x Central
Thiago Neves - Sport x Central

Reprodução Twitter do Sport

Treze

Após dois anos fora da Copa do Nordeste, o Treze voltou a figurar a fase de grupos desta edição. A principal novidade fica por conta do técnico, que é o conhecido Marcelinho Paraíba.

Se o integrante da comissão técnica é uma novidade, o elenco também passou por uma profunda reformulação e a diretoria sonha com voos mais altos ao longo de 2021.

Nome do Clube: Treze Futebol Clube
Estádio: Presidente Vargas
Fundação: 7 de Setembro de 1925
Destaque: Jefferson
Técnico: Marcelinho Paraíba
Desempenho na última edição: Fase de Grupos
Conquistas: 16 estaduais
Mascote: Galo
Melhor Participação: 2010 - semifinalista
Série do Brasileirão: Série D

Série C
Série C

Ramon Smith/Treze

Vitória

Gigante dentro do seu estado, o Vitória não atravessa uma fase tranquila. Sem conseguir voltar à elite do futebol nacional, o Leão encontra dificuldades financeiras para montar times fortes e prevê um 2021 complicado.

Em meio a esse cenário, o técnico Rodrigo Chagas, que manteve o time na Série B, começa a dar sinais que a maré pode mudar e tem o elenco sob controle. O resultado é o bom desempenho neste começo de temporada.

Nome do Clube: Vitória Esporte Clube
Estádio: Barradão
Fundação: 13 de Maio de 1889
Destaque: Vico
Técnico: Rodrigo Chagas
Desempenho na última edição: Quartas de final
Conquistas: 29 estaduais e 4 Copas do Nordeste
Mascote: Leão
Melhor Participação: 1997, 1999, 2000 e 2010 - Campeão
Série do Brasileirão: Série B

Rodrigo Chagas
Rodrigo Chagas

Pietro Capri/Vitória