Confira declarações dos pilotos após classificação do GP de Abu Dhabi de 2019

Redação GP

Lewis Hamilton vai largar para a última etapa da temporada 2019 da Fórmula 1 na primeira fila. O #44 cravou 1min34s779 na tarde deste sábado (30) em Abu Dhabi e conquistou a pole com 0s194 de vantagem para Valtteri Bottas. Apesar de ter feito o segundo tempo na classificação, o #77 vai largar em último por conta de uma troca de motor.

Com 1min35s139, Max Verstappen foi promovido a primeira fila, à frente de Charles Leclerc e Sebastian Vettel. Alex Albon ficou com o quinto posto, com Lando Norris, Daniel Ricciardo, Carlos Sainz e Nico Hülkenberg aparecendo na sequência.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Lewis Hamilton (Foto: AFP)


Paddockast # 44

RETROSPECTIVA 2019: MUITO QUE BEM, MUITO QUE MAL


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM






Sergio Pérez cravou 1min37s055 e foi o primeiro dos barrados no Q2. O mexicano da Racing Point vai largar à frente de Pierre Gasly, Lance Stroll, Daniil Kvyat e Kevin Magnussen. 

 

Com 1min38s051, Romain Grosjean foi eliminado ainda no Q1 e sai em 15º, à frente de Antonio Giovinazzi, Kimi Räikkönen, George Russell e Robert Kubica. 

 

Confira as declarações:

 

Lewis Hamilton, pole: Pole, Hamilton exalta crescimento da Mercedes: “Sempre há espaço para melhorar”

 

Max Verstappen, segundo: Verstappen vê Mercedes imbatível em Abu Dhabi e aceita 3º melhor tempo

 

Charles Leclerc, terceiro: Leclerc evita criticar Vettel após Q3, mas pede que “isso não aconteça de novo”

 

Sebastian Vettel, quarto: Vettel cita erro e minimiza resultado em Abu Dhabi: “É uma pista ruim para nós”

 

Alex Albon, quinto: “A classificação foi bem mediana para mim e não estou satisfeito com o meu resultado. Eu tive dificuldade desde o início do Q1 e não consegui extrair o máximo, o que é frustrante. Foi complicado e bem escorregadio, mas o ritmo de corrida parece ok para amanhã. A Mercedes parece bem rápida, então eles serão fortes e espero que Valtteri escale o pelotão, então precisamos de uma boa largada. Acho que o desgaste do pneu é bem alto, por isso que a maioria de nós está começando com o pneu médio, mas será interessante com Seb, que larga com os macios. Vamos dar tudo amanhã e tentar fazer algo acontecer”.

 

Lando Norris, sexto: Norris celebra boa classificação em Abu Dhabi: “Não poderia ter sido melhor”

Alexander Albon (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)


Daniel Ricciardo, sétimo: “Estou realmente feliz com a classificação de hoje. É bom ter os dois carros no Q3. Nós demos uma boa volta por cima de sexta-feira e é disso que estou mais orgulhoso. O salto que fizemos foi realmente grande e encorajador e crédito ao time por trabalhar duro ao longo da noite. Hoje mais uma vez foi apertado, mas estamos na mistura do top-10. Tem um pouco de pressão na briga pelo quinto lugar e temos um trabalho a fazer. Nós entregamos hoje e agora temos de entregar amanhã”.

 

Carlos Sainz Jr., oitavo: “Estou muito desapontado com a nona colocação, já que fui muito forte no Q1 e no Q2. Eu estava ansioso para fazer outra volta no Q3, mas a volta de saída dos boxes foi longe do ideal. Nós nos colocamos em encrenca com a Mercedes e a Ferrari e a minha última tentativa foi comprometida. É uma pena, porque igualar meu tempo no Q2 facilmente nos daria a sétima colocação. Espero uma corrida dura amanhã e precisamos mudar o foco rapidamente”.

 

Nico Hülkenberg, nono: “Vamos aceitar o décimo de hoje. Fiquei feliz com as voltas que produzi hoje ao longo das três sessões. No início, foi um pouco complicado, estava buscando o feeling com o carro e fiz o melhor que podia. Nós estávamos um pouco no contrapé depois de ontem, mas nos recuperamos bem e encontramos performance ao longo da noite e hoje. É positivo para o time, com os dois carros no Q3. Acho que amanhã será apertado e empolgante. Estamos na briga pelo quinto lugar e tudo está em jogo”.

 

Sergio Pérez, 10º: “Infelizmente, perdi a traseira na curva 1 na mina última volta, o que fez com que eu perdesse minha última chance no Q2. Eu realmente não sei o que aconteceu. Com a punição para Bottas, devemos começar no décimo lugar, o que não é ruim com uma escolha livre de pneus. Acho que podemos avançar a partir daí, porque nosso ritmo de corrida deve ser rápido. Nós só queremos terminar a temporada em alta”.

 

Pierre Gasly, 11º: “Foi uma classificação complicada em comparação com o resto do fim de semana. nós estávamos escorregando bastante e não fomos tão competitivos quanto nesta manhã. Vamos tentar entender a razão nesta noite, mas, no geral, não é ruim, pois largamos na 11ª posição e temos uma escolha livre de pneus. Sabíamos que tínhamos mais desgaste com o composto macio, então tomara que isso jogue a nosso favor durante a corrida, já que os long-runs pareceram fortes ontem”.

 

Lance Stroll, 12º: “Nós não chegamos no Q3, mas acho que foi um bom esforço do time. Não fiquei feliz com a minha performance no Q1, mas ainda avancei ao Q2. Largar em 12º nos dá uma boa chance de um resultado sólido amanhã. Podemos pensar bastante esta noite na estratégia e temos a escolha livre de pneus para largar amanhã. Talvez tivessem alguns décimos para melhorar no Q2, mas estou bem feliz indo para amanhã, pois sei que tenho um bom carro para as condições de corrida”.

 

Daniil Kvyat, 13º: “O carro realmente não pareceu ótimo hoje e estava escorregando na classificação. Eu realmente nunca encontrei uma boa aderência com os pneus e o carro não encaixou. A única volta decente que fiz foi a primeira do Q2, no resto tive uma sensação ruim com o carro. Nós esperamos que as coisas sejam melhores amanhã. A corrida é diferente da classificação, você pode brincar com a estratégia e, se tudo correr bem, tem sempre a chance de subir no grid”.

 

Kevin Magnussen, 14º: “Como sempre, não sabíamos o que esperar. É difícil dizer, mas depois do TL1 e do TL2, Romain [Grosjean] mostrou um bom ritmo com o carro e eu estava muito otimista. Ele, obviamente, teve de voltar para o que eu estava usando. No fim, hoje os dois carros caíram para 15º e 16º. Isso não é bom, mas espero que possamos fazer algo amanhã. Vamos nos divertir um pouco e curtir a última corrida da temporada. Vamos ver se conseguimos somar um ou dois pontos”.

 

Romain Grosjean, 15º: “Foi muito apertado e muito distante hoje. Depois de três sessões onde ficamos em sexto, sétimo e 11º, acho que estávamos prontos para a classificação. Nós achávamos que poderíamos ficar entre décimo e 11º. Saímos e o carro simplesmente se comportou de maneira muito diferente. Obviamente, não usamos o mesmo pacote de ontem, com as mesmas temperaturas de pista, isso certamente não ajudou. Você acerta as coisas, aí vai para a classificação e o carro simplesmente não se comporta do mesmo jeito. Estou desapontado com isso, mas não tem nada que os rapazes pudessem fazer. Fizemos o melhor trabalho que poderíamos. Estou ansioso pelo próximo ano”.



 

Antonio Giovinazzi, 16º: “O carro pareceu bem bom, mas faltou algo hoje. É uma pena, já que nosso ritmo de corrida não parece ruim, então uma boa posição de largada teria ajudado. Ao invés disso, amanhã será um pouco desafiador: nós precisamos de uma boa largada e tomar as decisões estratégicas certas se quisermos recuperar algumas posições e voltar à briga”.

 

Kimi Räikkönen, 17º: “É um resultado desapontador, já que esperávamos conseguir algo mais na classificação. O carro não perdeu muita velocidade em comparação com o Brasil, mas não conseguimos encontrar a aderência de que precisávamos em uma única volta. Tomara que seja mais fácil na distância da corrida, para que possamos progredir na corrida. Ultrapassar aqui não é fácil, especialmente onde largamos, mas vamos tentar”.

 

George Russell, 18º: “Foi uma boa última classificação para nós. Antes do fim de semana, e depois de ontem, nós estamos antecipando estar 1s atrás do carro da frente. Acho que acabamos a três décimos, e a 1s do Q2. Você tem de aproveitar as pequenas vitórias e ficar satisfeito por ter feito o máximo com o carro. Amanhã daremos nosso melhor. É nossa última oportunidade até o ano que vem”.

 

Robert Kubica, 19º: “Não foi uma sessão fácil. Tivemos um pequeno problema na primeira saída, então perdi um pouco de confiança e conhecimento das condições. No fim, consegui uma volta razoável, mas foi a classificação como esperado e, infelizmente, o ritmo é o que é. A corrida é longa e nós temos de garantir que faremos nosso melhor. Vai ser difícil, mas vamos ver o que acontece e tentar curtir amanhã”.

 

Valtteri Bottas, 20º: Punido, Bottas aposta em reação em Abu Dhabi: “Temos um carro muito bom”

 


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo


O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.


Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.







Leia também