Configuração de carro "doida" pode ter se voltado contra a Mercedes no GP da Estíria

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Lewis Hamilton após terminar em 2º no GP da Estíria de F1
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Alan Baldwin

(Reuters) - Uma configuração de carro "doida" pode ter se voltado contra Lewis Hamilton e a Mercedes no Grande Prêmio da Estíria de Fórmula 1, no domingo, de acordo com o chefe de operações de pista da equipe, Andrew Shovlin.

O heptacampeão mundial Hamilton chegou no segundo lugar, atrás de Max Verstappen, da Red Bull, no circuito Red Bull Ring, na quarta derrota seguida da equipe pela primeira vez desde 2013.

Hamilton está 18 pontos atrás de seu rival holandês depois de oito corridas, e a próxima prova, o GP da Áustria, é na mesma pista da última.

Shovlin disse que a Mercedes foi "bastante realista" ao reconhecer que seu carro não era o mais rápido, mas o segundo e o terceiro lugares, além da volta mais rápida, não são um resultado ruim.

"Só precisamos encontrar um pouco o carro para a próxima corrida aqui", acrescentou.

"É um circuito difícil e bastante peculiar, e a Red Bull normalmente é forte aqui. Mas também estávamos explorando uma direção bem doida com a configuração como uma abordagem radical, que acho que talvez tenha sido um pouco melhor na volta única".

"A dúvida que permanece é se afetamos nossa degradação (de pneus), e precisamos analisar isso no próximo dia ou dois".

A Pirelli está levando uma linha de pneus mais macios para a prova do próximo domingo, o que pode tornar a estratégia de duas paradas mais atraente.

(Por Alan Baldwin, em Londres)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos