Confederação de rúgbi dá passo para expandir a modalidade no Nordeste

·3 min de leitura


O Conselho de Administração da Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) oficializou a vinculação da Federação de Rugby da Bahia, também conhecida como Bahia Rugby, que passa a fazer parte do quadro da entidade. É a sétima federação a se vincular à CBRu e a primeira da região Nordeste.

Para conseguir a vinculação, a federação precisou cumprir os requisitos previstos nos artigos 16 e 17 do estatuto social. Entre eles estão pontos como contar com uma área de governança que assegure a representação democrática dos afiliados, calendário de competições estabelecido, número mínimo de clubes, árbitros e atletas filiados etc.

Com a vinculação, a federação baiana poderá receber recursos da entidade e participar das competições nacionais. Além disso, também poderá participar de reuniões e assembleias da entidade, porém, sem direito a voto no primeiro momento, até que obtenha as credenciais para a filiação. Atualmente, seis federações compõem o quadro de filiadas da CBRu: Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Uma vez vinculada e mantida tal vinculação por um prazo de quatro anos, comprovando adimplência com todas as obrigações, a federação garante a filiação e o respectivo direito a voto nas assembleias. Qualquer federação estadual pode solicitar a vinculação caso atenda aos requisitos previstos no estatuto da CBRu.

- A vinculação de uma nova federação é mais um passo importante para o crescimento do rugby no Brasil. Precisamos crescer nosso esporte de maneira estruturada e organizada. A Federação da Bahia fez um excelente trabalho para atender as exigências de vinculação, auxiliada pela CBRu durante o processo, e estamos muito contentes pela vinculação obtida - comentou Martín Jaco, presidente do Conselho de Administração da CBRu.

- A vinculação da Bahia Rugby junto à CBRu é o momento mais importante da história recente do rugby baiano. Agradecemos toda a comunidade: atletas, árbitros, treinadores, dirigentes, fãs, apoiadores, clubes e, também, os ex-presidentes da Federação, que foram verdadeiros abnegados em suas gestões, com trabalho árduo e não remunerado. Na linguagem do rugby, ‘eles conquistaram o meio do campo, as 22, e nós fizemos o try'. Parem tudo, o rugby da Bahia está em festa! - enalteceu Diego Hamilton Reis, presidente da Federação de Rugby da Bahia.

Atualmente, a Federação de Rugby da Bahia promove competições em níveis diferentes de disputa (tier) e aumentou de um para quatro o número de categorias de base.

O projeto Semana do Rugby (visitas a escolas previamente a uma etapa de competição municipal) se mostrou uma verdadeira ferramenta de divulgação, captação de novos atletas e parcerias com escolas/clubes.

A criação de mais um nível de competição (seleções regionais) encurtará distâncias no extenso estado da Bahia, fazendo com que homens e mulheres, adultos, juvenis e infantis tenham acesso ao melhor nível de rugby.

A filiação é mais um passo rumo ao fortalecimento do rugby no país. Em 2020, foi realizado o diagnóstico de clubes das regiões Norte e Nordeste. A área de desenvolvimento se aproximou da comunidade e localizou as lideranças locais, tendo reuniões virtuais para observar o panorama da modalidade.

O número de equipes, atletas e campeonatos de cada região apresenta indicativos para orientar cursos específicos e ações que possam impactar da melhor forma cada localidade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos