Confederação Brasileira de Judô convoca atletas para Pan-2017

Uma das principais responsáveis por manter a judoca no tatame, coach Nell Salgado espera formar profissionais na área, com palestras da atleta, de Geraldo Bernardes e Flávio Canto

A Seleção Brasileira de judô foi convocada nesta sexta-feira para representar o país no Campeonato Pan-Americano de Judô, realizado entre 28 a 30 de abril, na capital do Panamá. O Brasil terá 18 atletas - número máximo permitido pela Federação Internacional de Judô (IJF) - na disputa, sendo nove no feminino e nove no masculino.

- A hora para fazer testes é agora. A escolha desses atletas foi feita com o objetivo de testarmos novos nomes numa competição como o Pan, que é um ótimo laboratório para isso. Estamos indo com uma equipe forte, com atletas de alto nível, mas que ainda demanda mais experiência em competições de adultos. A maioria dos atletas tem 25 anos ou menos - explicou Ney Wilson, gestor de Alto Rendimento da CBJ.

No feminino, o Brasil terá duas atletas nas categorias meio-leve (52kg) e leve (57kg). Já no masculino, são os pesos leve (73kg) e médio (90kg) que contarão com dois judocas. Todas as dobras, exceção feita à campeã olímpica Rafaela Silva, são de atletas medalhistas recentes em Mundiais das Categorias de Base.

- Nos últimos dois anos, o investimento esteve concentrado em alguns atletas visando ao melhor desempenho nos Jogos Rio-2016. Precisamos abrir o leque neste início de novo ciclo. É importante estimular uma competitividade saudável dentro das categorias, seguindo a linha de atuação que nos levou a desenvolver o ranking nacional em 2017. Desse modo, alguns dos atletas atualmente mais bem colocados no ranking mundial serão convocados para o Grand Slam de Ecaterimburgo em maio e, se aproveitarem as oportunidades, naturalmente estarão no Campeonato Mundial de Budapeste, no fim de agosto - completou Ney Wilson.

O Campeonato Pan-Americano distribui 700 pontos para o medalhista de ouro, 490 ao de prata, 350 aos de bronze e 252 para os quintos colocados. É a mesma pontuação de um Grand Prix. Em comparação, um Grand Slam dá 1.000 pontos ao primeiro colocado, 700 ao segundo, 500 aos terceiros e 360 para os quintos.

Confira os judocas que irão representar o Brasil no Campeonato Pan-Americano:


Feminino


48kg: Stefannie Koyama (Esporte Clube Pinheiros/FPJudo)
52kg: Eleudis Valentim (Esporte Clube Pinheiros/FPJudo)
52kg: Jéssica Pereira (Judô Comunitário Instituto Reação/FJERJ)
57kg: Tamires Crude (Judô Comunitário Instituto Reação/FJERJ)
57kg: Rafaela Silva (Judô Comunitário Instituto Reação/FJERJ)
63kg: Yanka Pascoalino (Esporte Clube Pinheiros/FPJudo)
70kg: Millena Silva (Minas Tênis Clube/FMJ)
78kg: Samanta Soares (Esporte Clube Pinheiros/FPJudo)
+78kg: Beatriz Souza (Esporte Clube Pinheiros/FPJudo)

Masculino


60kg: Eric Takabatake (Esporte Clube Pinheiros/FPJudo)
66kg: Daniel Cargnin (Sogipa/FGJ)
73kg: Eduardo Katsuhiro Barbosa (Clube Paineiras do Morumby/FPJudo)
73kg: Lincoln Neves (Secretaria de Esporte e Lazer de São José dos Campos/FPJudo)
81kg: Eduardo Yudy Santos (Esporte Clube Pinheiros/FPJudo)
90kg: Gustavo Assis (Minas Tênis Clube/FMJ)
90kg: Rafael Macedo (Sogipa/FGJ)
100kg: Leonardo Gonçalves (Sogipa/FGJ)
+100kg: Ruan Isquierdo (Judô Comunitário Instituto Reação/FJERJ)




























E MAIS: