Como a queda das redes sociais pode afetar a Seleção Brasileira

·1 minuto de leitura


Mesmo com atletas brincando com a queda das redes sociais desta segunda-feira, a Seleção Brasileira também foi afetada pela baque mundial no WhatsApp. De acordo com o portal UOL, a CBF utiliza o aplicativo de mensagens para se comunicar mas também para passar vídeos educacionais para os atletas convocados.

> Confira a classificação atualizada do Brasileirão 2021 e simule as rodadas!

O procedimento foi implantado por Tite em 2016 e já era utilizado pelo técnico gaúcho no Corinthians. A comissão técnica passa vídeos com ideias e conteúdos que pretendem adotar durante o ciclo da Seleção.

O conteúdo costuma ser enviado aos atletas antes mesmo da apresentação à Seleção Brasileira. Assim, os atletas que já tiverem recebido e baixado as instruções da comissão antes da queda do WhatsApp desta segunda, consegue acessar os vídeos mesmo sem a rede do aplicativo.

+ Conheça o novo app do LANCE! e fique por dentro dos resultados e notícias!

Com a queda da rede social, a assessoria de imprensa da Seleção Brasileira passou a integrar também o Telegram (aplicativo de mensagens que ganhou usuários com a queda do WhatsApp). Não há, contudo, informações de que a comissão técnica e os atletas tenham adotado o novo meio.

A Seleção Brasileira volta a entrar em campo na próxima quinta-feira para enfrentar a Venezuela pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. O Brasil lidera a classificação com 8 jogos e 8 vitórias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos