Como o Brasil pode tirar proveito da classificação precoce?

A seleção de Tite é um sucesso. Isso não há dúvidas. Em oito jogos, 100% de aproveitamento e uma classificação precoce para a Copa do Mundo de 2018. Com 33 pontos, o Brasil foi o primeiro país a obter a vaga dentro de campo - excluindo a Rússia, sede do torneio. Além do mais, foi a mais antecipada de uma seleção nas eliminatórias sul-americanas desde que a competição passou a ser disputada no atual formato, em pontos corridos e jogos de ida e volta.

Desta forma, o Brasil agora analisa “de camarote” a briga pelas 30 vagas restantes. Faltando quatro rodadas na América do Sul e cinco na Europa (sem contar as repescagens), seleções como Argentina e Holanda, semifinalistas em 2014, vivem o risco de não ir ao Mundial.

Neymar brincadeira Brasil Paraguai Eliminatorias 2018 28032017

E com todos esses fatos, a pergunta que fica é: como a seleção brasileira pode tirar proveito desta situação? 

Já pensando nos preparativos, o coordenador Edu Gaspar, embarcará ao lado do preparador físico Fábio Mahseredjian e o supervisor Luís Vagner, no próximo domingo (2) para a Rússia, com o objetivo de vistoriar possíveis hotéis e campos de treinamentos para a seleção.

Tite já adiantou que irá permitir um maior contato dos familiares durante o Mundial, garantindo um local com opções de lazer e cultura para, pais, mães, filhos e esposas dos jogadores. 

Números do Brasil nas Eliminatórias


Além do mais, o treinador já avisou que ainda observa 19 jogadores. Desta forma,ele poderá utilizar esses próximos desafios para analisar os nomes que serão escolhidos para o Mundial.

Hoje, a seleção é forte, competitiva e sabe o que faz dentro de campo. É uma equipe preparada para saber lidar com cada circunstância. O técnico conseguiu estruturar e organizar a equipe sem muito tempo de preparação, com no máximo três dias de trabalho até algum duelo. 

Agora, com tempo e sem a pressão dos resultados, é muito indicado que o grupo absorva ainda mais as ideias e o seu método de trabalho. Além disso, Tite tem como missão conter o oba-oba que se construiu após a classificação antecipada.

Tite Brasil Paraguai 28032017

No entanto, o treinador é muito experiente e sabe que uma campanha sólida não é garantia de nada: "A equipe não está pronta. Ainda precisa se consolidar", avisou, logo após a vitória sobre o Paraguai.

O recado está dando e parece que foi compreendido entre os jogadores. A missão agora é analisar os nomes e, principalmente, consolidar a equipe.

Vale lembrar que a Copa do Mundo é um torneio de mata-mata, sem essa de ida e volta. As chances de ser eliminado por conta de  um erro individual, existem. Ser o melhor time ou atravessar o melhor momento, não é garantia de nada. Apenas aumenta a sua possibilidade. E analisando friamente, hoje, o Brasil se manter esse ritmo e achar alternativas, irá chegar na Copa do Mundo mais consistente do que nas últimas edições.

VEJA TAMBÉM:
Zico critica CBF e federações | Cartoon do Dia | James melhor com a Colômbia

Além dos últimos jogos nas Eliminatórias (Equador, Colômbia, Bolívia e Chile), o Brasil ainda terá mais seis datas para amistosos antes da Copa. E duas delas serão já em 2018, após o sorteio da fase de grupos do Mundial, em 1º de dezembro deste ano.

Três desses duelos já estão marcados. O Brasil enfrentará Argentina e Austrália, nos dias 9 e 13 de junho, em Melbourne, e Alemanha, no dia 27 de março do ano que vem, em Berlim, no teste derradeiro antes da disputa pelo hexa na Rússia.