Como funciona a regra dos cartões amarelos na Copa?

Segundo a regra da FIFA, cartões na fase de grupo são cumulativos até as quartas de final.
Segundo a regra da FIFA, cartões na fase de grupo são cumulativos até as quartas de final. Foto: (Mohammad Karamali/DeFodi Images via Getty Images)

Motivo de cálculos e até critério de desempate em caso de vitórias, saldo de gols e gols marcados iguais entre adversários, os cartões amarelo e vermelho voltaram a ser pauta com o avanço das seleções nas fases eliminatórias da Copa do Mundo do Catar, que está sendo realizada entre os dias 20 de novembro e 18 de dezembro deste ano. Mas como funciona a regra dos cartões no Mundial?

Diferente do que é visto em outras competições de clubes, com apenas dois cartões amarelos recebidos na Copa do Mundo, o jogador fica suspenso para a partida seguinte e depois volta com a conta zerada. Segundo a regra da FIFA, cartões na fase de grupo são cumulativos até as quartas de final, quando tudo 'começa de novo'.

Leia também:

Para a fase semifinal o mesmo acontece, são zerados os cartões que os jogadores já tenham recebido e todos começam a penúltima partida da Copa do Mundo sem nenhum cartão acumulado. Ou seja, para que um atleta seja suspenso e não atue na grande final do Mundial, ou na disputa de 3º lugar, ele precisa receber um cartão vermelho na semifinal.

A FIFA mudou o regulamento a partir da Copa do Mundo de 2006. A razão que serviu como gatilho para a alteração no regulamento foi a ausência do alemão Michael Ballack na final do Mundial de 2002 contra o Brasil, quando Ronaldo marcou duas vezes e decretou que a Seleção Brasileira fosse a única com cinco títulos da Copa, marca que perdura até os dias de hoje. Naquela ocasião, Ballack havia sido suspenso na semifinal e não pôde atuar ao lado de seus companheiros.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.