Como foi o tratamento que permitiu volta de Neymar na Copa do Mundo dez dias após lesão

O que parecia uma tragédia virou uma oportunidade para a seleção brasileira ter um incentivo a mais na busca pelo hexacampeonato. A recuperação de Neymar contrastou com as baixas de Alex Telles e Gabriel Jesus, e provou que o craque teve sorte, no fim das contas, por ter se lesionado na estreia contra a Sérvia.

Foram dez dias de tratamento, com direito a fisioterapia quase 24 horas, trabalhos em piscina, academia e campo, tudo regado a muito otimismo. Depois de fazer exames e comprovoar a lesão de ligamento no tornozelo direito, Neymar ainda foi atrapalhado por uma virose, que lhe gerou febre e mal-estar.

O craque ficou recluso nos primeiros momentos, e sequer apareceu no segundo jogo do Brasil, contra a Suíça. A presença no estádio diante de Camarões já mostrava um Neymar totalmente confiante para o retorno nas oitavas de final, diante da Coreia do Sul, o que se confirmou com os treinos de sábado e domingo.

Antes disso, o jogador sinalizou internamente que estava "zerado" da febre e animado para retomar os trabalhos físicos. No total, foram dez dias de recuperação. Neymar treinou com bola no sábado, e "ressuscitou" no nono dia.

Na véspera, assistiu ao jogo contra Camarões depois de trabalhos na academia e na piscina nos dias anteriores. A evolução gradativa teve a mão dos profissionais da fisioterapia, preparação física, e da parte médica. Primeiro, foi necessário reduzir o edema no pé direito, através de terapia manual e uso de uma bota de crioterapia, tratamento com baixíssima temperatura. Em seguida, começou a etapa de ganho de mobilidade e força na articulação.

Simulador: você decide quem será campeão da Copa do Catar

Tabela da Copa: Datas, horários e grupos do Mundial do Catar

Desde o primeiro momento Neymar demonstrou otimismo em voltar à seleção brasileira na Copa do Mundo. A comissão técnica soube, também logo no princípio, que a lesão no tornozelo era simples, e apesar do histórico de problemas na região, onde teve inclusive uma fissura, Neymar poderia ficar à disposição para o torneio. Enfatizou a necessidade de cumprir passo a passo um cronograma que previa a presença do jogador nas oitavas de final, mesmo que não estivesse 100%. E assim será.

Álbum completo: conheça todos os 831 jogadores da Copa

Ao vivo: Bastidores, informações e análises da cobertura direto de Doha

Baixa e retorno

Danilo também teve um cronograma semelhante ao de Neymar, e retorna contra a Coreia do Sul. As baixas ficam por conta de Alex Telles, Gabriel Jesus e Alex Sandro, este último com programação para voltar nas quartas de final, após uma lesão muscular no quadril.