Como chega o San Lorenzo para a 'decisão' contra o Santos, pela Libertadores

Fabio Utz
·1 minuto de leitura

O San Lorenzo é apenas o sétimo colocado do Grupo A da Superliga Argentina. Depois de oito jogos, conquistou apenas 11 pontos. No entanto, ele chega para o enfrentamento diante do Santos, pela terceira fase prévia da Libertadores, em um momento de alta.

Di Santos é o responsável pelo comando de ataque | Pool/Getty Images
Di Santos é o responsável pelo comando de ataque | Pool/Getty Images

Depois de ganhar do Arsenal de Sarandí, na primeira rodada, por 2 a 1, ficou cinco partidas seguidas sem vencer - isso sem contar que acabou eliminado da Copa Argentina. Mas a recuperação veio em dose dupla, com triunfos sobre Estudiantes e Rosario Central, ambos por 2 a 0. O time tem em Franco Di Santo o seu principal goleador, isso sem contar a boa fase dos irmãos Óscar e Ángel Romero.

Ángel Romero é um dos destaques da equipe argentina | Rodrigo Valle/Getty Images
Ángel Romero é um dos destaques da equipe argentina | Rodrigo Valle/Getty Images

Durante a crise, o presidente do clube, Marcelo Tinelli, garantiu ao técnico Franco Dabove a permanência no cargo. E ao que tudo indica, isso foi fundamental para que o time tenha conseguido se sustentar e retomar uma certa estabilidade. Jogadores experientes, como o lateral-direito Peruzzi e o zagueiro Bragheri, também aparecem como pilares da equipe. O primeiro duelo entre brasileiros e argentinos é na próxima terça-feira, no Nuevo Gasómetro. O jogo da volta acontece na outra semana, com mando alvinegro. Quem avançar do mata-mata chega à fase de grupos do torneio continental.

Para mais notícias do Santos, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.