Comissão volta atrás e libera lutadora com silicone para atuar no UFC 210

Uma situação bizarra aconteceu após a pesagem oficial do UFC 210, ocorrido nesta sexta-feira em Buffalo (EUA). Logo após todos os atletas subirem na balança, membros da Comissão Atlética de Nova York disseram ao site ‘MMA Fighting’ que a luta entre Pearl Gonzalez e Cynthia Calvillo não iria acontecer. E o motivo era no mínimo curioso: o silicone de uma das atletas.

Quem tem a prótese é Gonzalez, que só foi informada dessa regra pelo órgão após a pesagem. O site ‘MMA Junkie’ havia informado que o Ultimate estava trabalhando nos bastidores para reverter essa situação. E parece que conseguiu.

Através de uma publicação em seu Instagram, Dana White, presidente do UFC, preferiu colocar a culpa na imprensa e garantiu que o duelo entre Pearl Gonzalez e Cynthia Calvillo acontecerá.

“Parem de ouvir os sites ou o que for. Se você não ouvir isso de nós, provavelmente não é verdade. A luta acontecerá”, afirmou o dirigente.

Apesar da posição do dirigente, a Comissão Atlética de Nova York admitiu em carta ao site ‘Newsday’ que teve que rever sua posição para depois liberar a participação de Pearl Gonzalez no show.

“Depois de considerações cuidadosas e revisões, incluindo uma conversa com o médico de Pearl Gonzalez, a Comissão determinou que a senhorita Gonzalez está medicalmente autorizada para participar do UFC 210, em Buffalo, NY”, diz o comunicado.

Portanto, mesmo depois do cancelamento, o duelo volta ao card do UFC 210. Serão 13 lutas na noite desse sábado, com a principal delas entre Daniel Cormier e Anthony Johnson.