Comissão Atlética da Califórnia estuda projeto para impedir desidratação drástica no MMA

Johny Hendricks é um dos atletas que tem dificuldades para bater o peso - Diego Ribas

Em projeto divulgado em seu site oficial, a Comissão Atlética da Califórnia anunciou uma lista de normas que pode revolucionar o processo de perda e recuperação de peso no MMA. Para isso, a entidade propôs um grupo de dez medidas que visam acabar com a desidratação brusca no esporte como forma de aumentar a longevidade dos competidores.

As medidas, que serão colocadas em votação apenas em maio, consistem em acompanhar o atleta por um período de tempo maior e estipular limites quanto à perda de líquidos de seu corpo nos dias que antecedem à disputa, assim como minimizar à recuperação de massa corporal até o dia do confronto. Desta forma, ao menos em teoria, a busca pela igualdade entre os envolvidos seria maior.

Para isso, alguns ajustes nas categorias de peso seriam necessários e também estão previstos na propostas. Além da criação de novas divisões de peso, cada atleta teria que fazer um exame comprovando que seu corpo se encaixa de forma saudável em cada uma delas, o que geraria um registro das intenções de sua carreira. Mas, caso um lutador falhasse na balança em duas oportunidades, ele seria imediatamente obrigado a subir de peso.