Com Zetti, São Paulo resgata ídolos no dia a dia do clube

Gabriel Santos
·1 minuto de leitura


O São Paulo vem resgatando ídolos do seu passado para apresentar reforços e até mesmo participar da diretoria do clube, estratégia que pode servir para reerguer o espírito vencedor do Tricolor, que vem desde 2012 sem ganhar nenhum título.

>> Tchê Tchê na lista: veja os jogadores mais caros da história do São Paulo

Durante as apresentações dos reforços para esta temporada, diversos nomes que fizeram história no clube foram chamados para recepcionar os novos jogadores do Tricolor e também membros da comissão técnica.

CONFIRA EM QUAL POSIÇÃO O SÃO PAULO ESTÁ NO PAULISTÃO 2021

Os técnicos Hernán Crespo, do time principal e Alex, do sub-20, e os jogadores Benítez, Eder, William, Orejuela e Bruno Rodrigues tiveram um ídolo do clube na suas apresentações. O primeiro a aparecer foi Kaká, que recepcionou o treinador argentino.

Logo depois, Cafu recebeu Orejuela, Edmilson apresentou o Morumbi para William, Silas recepcionou Benítez, Sidney esteve na apresentação de Bruno Rodrigues, Muller conversou com Eder na sua chegada e Amoroso deu as boas-vindas para Alex.


Ídolos também estão presentes nas partes administrativas
A diretoria também tem velhos conhecidos da torcida do Tricolor. Muricy Ramalho, tricampeão brasileiro em 2006, 2007 e 2008 dirigindo a equipe, se tornou coordenador técnico, auxiliando nas contratações e na rotina do CT da Barra Funda. Zetti, apresentado na última quinta-feira, será coordenador de goleiros na base.

Para fechar, o ex-meia Kaká, que recepcionou Crespo, faz parte do Comitê Avançado de Futebol, o CAF, órgão criado por Julio Casares para ajudar nas decisões da diretoria.