Com um a menos, Santa Cruz é eliminado da Copa do Brasil pelo Cianorte e amplia crise

Futebol Latino
·4 minuto de leitura


No primeiro jogo após a demissão de João Brigatti, o Santa Cruz foi até o Paraná enfrentar o Cianorte pela segunda fase da Copa do Brasil. Os mandantes foram superiores no primeiro tempo, principalmente após a expulsão do lateral coral, Augusto Potiguar, mas o resultado ficou mesmo para a etapa final com gol solitário de Maurício, tento este que colocou o Leão do Vale na próxima fase e ampliou a má fase do Santinha em 2021.

Com o resultado positivo em seus domínios, o Cianorte levou da CBF uma premiação no valor de R$ 1,7 milhão. Agora o Leão aguarda o sorteio da entidade para saber quem vai enfrentar na terceira fase da competição.

Já o Santa Cruz acumulou sua segunda eliminação na temporada. Antes da Copa do Brasil, o time pernambucano já havia sido lanterna do grupo A da Copa do Nordeste ao acumular sete derrotas e somente um êxito na 'Lampions'.

JOGO EM RITMO LENTO

As equipes começaram o jogo com muita movimentação e troca de passes, mas não conseguiram o principal objetivo que era de criar lances no campo de ataque. A jogada de mais perigo aconteceu aos nove minutos com Madson, do Santa Cruz, onde o atacante recebeu na entrada da área e chutou próximo ao travessão de Bruno Pianissolla.

Apesar do arremate do Santa Cruz, era o Cianorte que tinha o domínio da bola. Aos 15 minutos, o time do Paraná possuia 67% de posse, porém encontrava dificuldades de traduzir essa soberania no campo ofensivo.

SEM CONVERSA! CARTÃO VERMELHO DIRETO

Aos 30 minutos, Grafite e Augusto Potiguar acompanhavam a bola saíndo para a lateral, e o jogador do Santa Cruz fez um movimento com o braço de acertar o atacante do Cianorte, mas pegou de raspão. O árbitro Dewson Freitas, porém, não titubeou ao aplicar o cartão vermelho direto para o lateral direito do time coral.

CALABRES CHUTOU E... JORDAAAN!!!

O Cianorte durante todo o primeiro tempo encontrou dificuldades para chegar com perigo, mas Gabriel Calabres encontrou um recurso e por pouco não abriu o placar. Aos 39 minutos, o camisa 10 chutou de longe, a bola pegou um efeito e viu Jordan salvar o Santa Cruz.

Na sequência, após cobrança de escanteio, Rael pegou uma sobra na entrada da área e assustou o time do pernambucano ao chutar forte e a bola passar muito perto.

CIANORTE MELHOR NO PRIMEIRO TEMPO

Os primeiros 45 minutos foram comandados pelo Cianorte. O Santa Cruz assustou em um chute de Madson no começo de jogo, mas parou por ai. Logo depois do cartão vermelho de Augusto Potiguar, aos 30 minutos, o Cianorte pressionou ainda mais e conseguiu fazer o que não estava executando antes da expulsão: criar jogadas no ataque e dar trabalho a Jordan.

GOOOOOL DO CIANORTE

O Santa Cruz, assim como na etapa inicial, havia levado perigo em chute de fora na área logo no começo do período. Mas ficou nisso. O Cianorte voltou a crescer no jogo e ter as melhores oportunidades, e após insistir o Leão do Vale saiu na frente do marcador.

Após cobrança de escanteio de Rael, aos 20 minutos, a defesa do Santa Cruz subiu, mas não achou a bola. O sortudo foi o zagueiro e capitão Maurício, que cabeceou no cantinho esquerdo de Jordan e abriu o placar para os paranaenses.

SANTA CRUZ TENTA, MAS NÃO TEM FORÇAS NO ATAQUE

O Santa Cruz já mostrava fragilidade com 11 jogadores em campo e com a expulsão de Augusto Potiguar a situação piorou. Mesmo assim, a equipe de Roberto de Jesus mostrava vontade e correria, porém não tinha forças no ataque para furar o bloqueio do Leão.

O Cianorte, por sua vez, seguia em cima para ampliar o placar. O volante Morelli ficou perto deste objetivo após passe de peito de Pachu, mas o camisa 8 chutou para fora mesmo de frente com Jordan.

FICHA TÉCNICA
CIANORTE X SANTA CRUZ - SEGUNDA FASE DA COPA DO BRASIL
Estádio: Albino Turbay, Cianorte (PR)
Data e hora: 13 de março de 2021, às 19h (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas Da Silva (PA)
Assistentes: Helcio Araujo Neves (PA) e Marcio Gleidson Correia Dias (PA)
Gramado: regular
Cartões amarelos: Zé Vitor, Morelli, Eduardo Doma (CIA) / Alan Cardoso, Chiquinho (STA)
Cartões vermelhos: Augusto Potiguar (STA)

GOLS: Maurício, 20'/2ºT (1-0)

CIANORTE (Técnico: João Burse)
Bruno Pianissolla; Michel, Eduardo Doma, Maurício e Rael; Zé Vitor (Savio, 1'/2ºT), Morelli e Gabriel Calabres; Buba (Vitor Salvador, aos 47'/2ºT), Grafite (Wilson Junior, aos 15'/2ºT) e Pachu (Tales, aos 36'/2ºT).

SANTA CRUZ (Técnico: Roberto de Jesus)
Jordan; Augusto Potiguar, William Alves, Célio Santos e Alan Cardoso (Eduardo, aos 34'/2ºT); Caetano (Ítalo Henrique, aos 33'/2ºT), Karl (Ítalo Melo, no intervalo), Derley (Marcos Vinícius, aos 23'/2ºT) e Chiquinho (Péricles, aos 33'/2ºT); Madson e Pipico.