Com um a menos e pênalti no fim, Vasco empata com Flamengo

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Debaixo de muita chuva em Brasília, Flamengo e Vasco empataram em 2 a 2 no Estádio Mané Garrincha. A partida válida pela quarta rodada da Taça Rio ficou marcada pela arbitragem polêmica; aos 8 minutos do segundo tempo, Luís Fabiano foi expulso, e aos 47, o juiz marcou o pênalti que originou o gol de empate cruz-maltino.

O Vasco foi uma equipe melhor distribuída no gramado no primeiro tempo, apesar de ser o segundo jogo sob o comando do técnico Milton Mendes. Já o Flamengo esteve sem nenhuma inspiração na etapa inicial, exagerando em chutões e cruzamentos para a área.

Dado este panorama, o Vasco soube se aproveitar da sua superioridade para abrir o marcador na parte inicial do clássico. O gol saiu aos 15 minutos após bom passe de Nenê, que encontrou Yago Pikachu dentro da área.

Aos 27 minutos do primeiro tempo, o estádio sofreu um apagão completo. Durante os nove minutos em que o local ficou sem energia, os técnicos aproveitaram para passar instruções aos seus times.

Já na segunda etapa, aos 8 minutos, o camisa 9 vascaíno reviveu seus "melhores" momentos. Por falta em Márcio Araújo, Luís Fabiano levou um cartão amarelo. Indignado com a marcação de Luiz Antonio Silva Santos, o jogador "peitou" o juiz e levou o vermelho. O jogo mudou completamente a partir deste acontecimento.

Com um jogador a mais, o Flamengo sufocou o Vasco em seu campo defensivo, abusou da velocidade e logo chegou ao empate. Após escanteio cobrado por Mancuello, Willian Arão cabeceou sem chances para Jordi, aos 14. Cinco minutos depois, Berrío bateu no alto e decretou a virada do Flamengo.

Apesar do resultado adverso, não faltou luta ao Vasco. Quando a partida parecia definida, o árbitro anotou um pênalti inexistente de Renê aos 47, indicando toque com a mão quando na verdade ela bateu no peito do jogador. Na cobrança, Nenê marcou.

O próximo compromisso do Flamengo é contra o Volta Redonda na quarta-feira (29), às 21h45, no estádio Raulino de Oliveira. Já o Vasco recebe o Boavista na quinta-feira (30), às 21h30, em São Januário.

FLAMENGO

Muralha, Pará, Réver (Léo Duarte), Rafael Vaz e Renê; Márcio Araújo, Willian Arão e Mancuello (Lucas Paquetá); Berrío (Marcelo Cirino), Everton e Leandro Damião. Técnico: Zé Ricardo

VASCO

Jordi, Gilberto, Jomar, Rafael Marques e Henrique; Jean (Thalles), Douglas, Yago Pikachu (Manga Escobar), Nenê e Andrezinho (Escudero); Luis Fabiano. Técnico: Milton Mendes.

Estádio: Mané Garrincha, em Brasília (DF)

Árbitro: Luiz Antonio Silva dos Santos

Auxiliares: Daniel do Espírito Santo e Diego Luiz Couto Barcelos

Cartões amarelo: Everton, Willian Arão (Flamengo), Jean, Jordi, Luis Fabiano, Jomar (Vasco)

Cartão vermelho: Luis Fabiano (Vasco)

Gol: Yago Pikachu, do Vasco, aos 15 minutos do primeiro tempo; Willian Arão, aos 14 minutos, e Berrío, ambos do Flamengo, aos 19; e Nenê, do Vasco, aos 49 minutos do segundo tempo.