Com um a menos, Cruzeiro consegue bom empate com o Athletico-PR

Valinor Conteúdo
LANCE!
A defesa estrelada trabalhou muito no primeiro tempo e Fábio foi o grande destaque mais uma vez, com grandes defesas (Miguel Locatelli/Athletico)
A defesa estrelada trabalhou muito no primeiro tempo e Fábio foi o grande destaque mais uma vez, com grandes defesas (Miguel Locatelli/Athletico)


O Cruzeiro conseguiu um empate importante diante do Athletico-PR, 0 a 0, nesta quarta-feira, 6 de novembro, na Arena da Baixada, em Curitiba. Apesar de não ter conseguindo os três pontos, a Raposa considerou que foi uma conquista de ponto e não a perda de dois, devido às dificuldades da partida, principalmente após a expulsão de Sassá, no segundo tempo.

> Confira a tabela do Brasileirão e simule resultados

A equipe mineira chegou aos 34 pontos, ficando a três da zona do rebaixamento, mas terá de “secar” o Fluminense, que encara o São Paulo ainda na rodada, Ceará e Botafogo, que duelam contra Internacional e Flamengo respectivamente.

O Furacão teve boas chances de gol na etapa inicial com Fábio fazendo grandes defesas, pelo menos quatro, garantindo o zero no placar. A Raposa também teve seus bons momentos, podendo até ter saído com a vitória.

O empate foi exaltado pelos jogadores, pois a expulsão de Sassá, que vinha bem no jogo, deixou o time muito desgastado para evitar os avanços dos paranaenses. O atacante foi imprudente nos dois cartões que levou, prejudicando a equipe celeste.

Começo de “trocação” de golpes

Apesar de jogar fora de casa, o Cruzeiro teve boa iniciativa no jogo e não ficou apenas se defendendo. Teve bons momentos , obrigando o goleiro Santos a fazer boas defesas. Porém, o Furacão também tinha força ofensiva e, na troca de golpes com a Raposa, teve seus momentos, colocando o goleiro Fábio como grande nome da etapa inicial com pelo menos quatro defesas difíceis.

Sassá dando outra dinâmica ao time

O camisa 99 do Cruzeiro começou o jogo em alta após o golaço que marcou diante do Bahia. Durante o tempo em que esteve em campo, Sassá se movimentou bem, encarou os zagueiros e tinha velocidade para tentar jogadas mais em profundidade, diferentemente de Fred, que fica mais preso na defesa adversária.















Fábio, Fábio, Fábio e Fábio

Pelo menos em quatro oportunidades o goleiro celeste interviu de forma decisiva evitando o gol do Athletico-PR. Foram defesas de alta dificuldade, garantindo que o gol azul não fosse vazado.

Time consistente na defesa e no ataque

A Raposa teve desempenho bom tanto na defesa, quanto no ataque, segurando bem o Furacão em casa, no seu temido gramado sintético.

Sassá é expulso

Tentando ser mais esperto que o árbitro, Sassá divide a bola com Thiago Heleno e o goleiro Santos, tira a bola com o braço, marca o gol, Luiz Flávio de Oliveira anula e expulsa atacante, que já tinha cartão amarelo. Cruzeiro com um a menos.

Furacão aperta, mas não consegue chegar ao gol

O time paranaense esboçou uma pressão, mas não conseguia passar pela defesa azul, bem postada, apesar de estar com um homem a menos. O time se desdobrou para manter pelo menos o placar de igualdade.

Ezequiel, a rota de fuga

Com David fazendo mais um jogo de baixa produtividade ofensiva, Abel Braga resolveu dar uma chance para Ezequiel, que entrou e se tornou a válvula de escape do time. Porém, faltou mais empenho em alguns lances, mesmo tendo mandado uma bola na trave de Santos.

Ponto suado, mas importante

Pela circunstâncias do jogo, o placar de igualdade na Arena da Baixada foi de bom tamanho para o Cruzeiro, que terá de secar o Fluminense, para não voltar à zona do rebaixamento.

Agenda dos clubes

O Cruzeiro terá o clássico contra o seu maior rival, Atlético-MG, no domingo, 10 de novembro, às 16h, no Mineirão. Já o Furacão vai encarar o São Paulo, no Morumbi, no mesmo dia e horário do jogo da Raposa.

FICHA TÉCNICA

ATHLETICO-PR 0 X 0 CRUZEIRO
Estádio
: Arena da Baixada-Curitiba(PR)
Data-hora: 6 de novembro, às 21h30
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira(SP)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo(SP)
VAR: José Cláudio Rocha Filho(SP)
Cartões Amarelos: Sassá(CRU), Wellington,Marco Ruben, Léo Pereira(ATL)
Cartão Vermelho: Sassá(CRU)
Público e renda: 12.885/ R$ 216.370,00

ATHLETICO-PR: Santos; Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira, Márcio Azevedo; Wellington(Marcelo Cirino, aos 23’-2ºT, Bruno Guimarães(Camacho, aos 5’-2ºT), Léo Cittadini(Bruno Nazário, aos 28’-1ºT); Nikão, Rony e Marco Ruben. Técnico: Eduardo Barros (interino).

CRUZEIRO: Fábio; Edilson, Cacá, Fabrício Bruno e Egídio(Dodô, aos 30’-1ºT); Henrique e Éderson; Marquinhos Gabriel, Robinho(Ariel Cabral, aos 31’-2ºT) e David(Ezequiel, aos 20’-2ºT); Sassá. Técnico: Abel Braga.









































Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também