Com um a menos, CRB segura empate contra Operário e se mantém no G4 da Série B

·4 minuto de leitura


Nesta quarta-feira (18), CRB e Operário-PR se enfrentaram pela 19ª rodada da Série B. As equipes fizeram um jogo equilibrado até a expulsão de Pablo Dyego, no começo da segunda etapa. Com um a mais, o Fantasma foi para cima, mas não conseguiu fazer com que a superioridade numérica se convertesse em gols. A partida ficou no 0 x 0.

Com o resultado, o CRB se manteve na 3ª colocação, agora com 33 pontos. No próximo sábado (21), viaja para enfrentar o Remo, às 21h (horário de Brasília). Por outro lado, o Fantasma estaciona em 9º, com 29. No mesmo dia, duas horas antes recebeu o Vasco.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Jogo intenso

A primeira oportunidade surgiu com os visitantes, em chute de fora da área feito por Djalma Silva. O CRB começou a tomar conta do campo de ataque e a trocar passes perigosos, mas sem grandes oportunidades.

Aos 10', Djalma cobrou falta na área, Reniê venceu a marcação e bateu cruzado, passando perto. Mais tarde, Celsinho fez boa jogada individual pela direita, passou pela marcação para Rodolfo Filemon fez bom corte para escanteio.

Muitos cartões

Logo depois, Guilherme Romão cobrou falta forte, Simão deu um leve toque e mandou para escanteio. Na cobrança, Gum dominou dentro da área, ajeitou para Romão finalizar e parar na defesa adversária. Em nova bola parada, Bressan deixou Gum em plena condição de abrir o placar, mas o zagueiro testou por cima.

O duelo no primeiro tempo também ficou marcado pelos cartões amarelos, Foram dois para os donos da casa (Jajá e Pablo Dyego) e três para os visitantes (Alemão, Paulo Sérgio e Thomaz. Aos 35', Júnior Brandão recebeu de Pablo Dyego, invadiu a área e bateu rasteiro, para ótima defesa de Simão. Na resposta, Thomaz dominou bonito e arriscou belo chute, tendo uma boa chance para o Fantasma.

Blitz do Galo e expulsão


Na volta da segunda etapa, Júnior Brandão recebeu de Wesley aos dois minutos. O atacante arrancou pela direita, invadiu a área e bateu cruzado, para fora. Em seguida, foi a vez de Jajá fazer fila, pelo lado esquerdo e cruzou com perigo. Novamente o camisa 11 apareceu, desta vez, finalizou para ótima defesa de Simão. Em forte pressão, o CRB voltou para o campo de ataque e Bressan finalizou com força.

Aos 13 minutos, Pablo Dyego cometeu falta no meio-campo, tomou o segundo amarelo e foi expulso. Com um a mais, o Operário começou a ter mais a posse de bola e buscou brechas na defesa do CRB, que se fechou. Aos 19', Djalma cruzou pra Rodrigo Pimpão foi derrubado na área e pediu pênalti, mas a arbitragem não marcou.

Fantasma em cima e mais uma reclamação de pênalti

O Fantasma buscava brechas e os donos da casa tinha a proposta de jogo bem clara: se fechar e tentar marcar nos contragolpes. Alisson Farias cobrou falta na esquerda, Romão apareceu bem alto para desviar na primeira trave, para fora. Logo depois, Jajá invadiu a área, foi derrubado e pediu a marcação de pênalti, ignorado pelo juiz.

Na reta final, o Operário foi para o ataque. Marcelo tentou, mas chutou fraco. Filemon subiu mais que toda a defesa do CRB, mas cabeceou por cima. Alex Silva invadiu a área a bateu cruzado. Paulo Sérgio na pequena área e Djalma de fora perderam excelentes chances de levar a vitória para o Paraná.

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA
CRB 0x0 OPERÁRIO
Local:
Estádio Rei Pelé, Maceió-AL
​Data/horário: 18 de agosto de 2021, às 21h30 (horário de Brasília)
​Árbitro: Paulo Henrique Schleich Vollkopf (MS)
Assistente 1: Eduardo Goncalves da Cruz (MS)
Assistente 2: Ruy Cesar Lavarda Ferreira (MS)
Gols marcados:
Cartões amarelos: Pablo Dyego e Jajá (CRB), Fábio Alemão, Thomaz e Paulo Sérgio (Operário)

CRB: Diogo Silva; Celsinho, Gim, Caetano e Guilherme Romão; Claudinei, Wesley (Carlos Jatobá 42'/2T) e Renan Bressan (Alisson Farias 17'/2T); Pablo Dyego, Jajá (Erik 42'/2T) e Júnior Brandão (Alan James 24'/2T). Técnico: Allan Aal.

OPERÁRIO: Simão; Alex Silva, Reniê, Rodolfo Filemon, Fábio Alemão Fabiano - Intervalo) e Djalma Silva; Leandro Vilela (Cleyton 30'/2T), Marcelo Santos (Rafael Chorão 17'/2T) e Rafael Oller (Marcelo 11'/2T); Thomaz (Rodrigo Pimpão 11'/2T) e Paulo Sérgio. Técnico: Matheus Costa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos