Com um jogador a mais, CSA pressiona, mas fica no empate contra o Confiança pela Série B

·4 min de leitura


Na noite desta sexta-feira (12), CSA e Confiança se enfrentaram em partida válida pela 36ª rodada do Brasileirão Série B 2021. Apesar dos donos da casa contarem com um jogador a mais ao longo de todo o segundo tempo, o placar ficou em 0 a 0. O empate não foi bom para nenhum dos times. Os alagoanos podem ver o G4 ficar mais distante, dependendo dos outros resultados. Enquanto isso, o Dragão segue no Z4, faltando apenas dois compromissos para o fim do campeonato.

Agora, as duas equipes voltam a campo no próximo final de semana, pela 37ª rodada do Brasileirão Série B. Às 16h30 do sábado (20), o Confiança recebe a Ponte Preta. Enquanto isso, no domingo (21), o CSA visita o Coritiba, às 19h.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Muitos estudos
Os primeiros minutos no Rei Pelé foram de duas equipes se estudando muito. Dentro de casa, o CSA tentou impor o seu estilo de jogo, mas viu diante de um adversário compactado no campo defensivo e muito eficiente nos cortes na região.

Por outro lado, quando teve a posse da bola, o Confiança não se intimidou com a pressão do adversário e, sabendo da importância do resultado, tentou atacar com ímpeto. Foi da equipe sergipana que surgiu a primeira chance clara de gols do jogo, quando Willians arriscou da entrada da área e obrigou Lucas Frigeri a se esticar para defender.

Ganhou emoção
Depois dos estudos nos primeiros minutos, o duelo ganhou muita emoção em Maceió. Em novo lance pela direita do ataque do Confiança, Tiago Reis desviou de cabeça, e Willians Santana bateu cruzado. Lucas Frigeri caiu bem no canto esquerdo para espalmar.

Depois disso, o CSA tomou conta das ações ofensivas e assustou em três oportunidades. Na primeira, Dellatorre aproveitou uma bola pingando na entrada da área e mandou uma bomba no travessão. Pouco depois, o centroavante teve outra chances, porém mais perto do gol, mas foi travado. Por fim, Clayton recebeu cruzamento e testou para defesa de Rafael Santos.

Frigeri salva
​A 'trocação' continuou franca no Rei Pelé. Depois de acalmar um pouco o ritmo do duelo devido à pressão do CSA, o Confiança voltou a assustar e deu uma resposta aos alagoanos. Em bola alçada na área, Nirley ganhou da defesa e cabeceou. Contudo, Lucas Frigeri voou para evitar que os visitantes saíssem na frente.

Depois da chegada dos sergipanos, o confronto caiu de ritmo, e os times voltaram a concentrar as ações no setor de meio de campo. Entretanto, as constantes faltas travaram o andamento da partida, que foi em 0 a 0 para o intervalo.

Polêmica!
​A volta do intervalo mostrava o mesmo padrão da etapa anterior, mas tudo mudou quando, logo aos 3 minutos, Jonathan Bocão pisou na mão de Clayton. Chamado pelo VAR, Sávio Pereira Sampaio optou por expulsar o lateral do Confiança.

Depois disso, a partida se virou toda a favor do CSA, que passou a comandar ainda mais as ações. Enquanto Mozart reforçou seu ataque, Luizinho Lopes fechou sua equipe na defesa.

Milagre!
Mesmo com as mexidas, o CSA pouco conseguiu criar, já que encontrou um muro em frente ao gol defendido por Rafael Santos. O Azulão tentou rodar a bola com velocidade para cansar a defesa adversária e achar uma brecha para infiltrar.

Sem espaços pelo chão, a alternativa foi tentar a bola aérea. Foi nela, que Dellatorre teve a chance mais clara. Depois de cruzamento vindo da esquerda, o atacante dominou de frente para Rafael Santos e tentou tocar no canto direito, mas o goleiro tocou com a ponta dos dedos para fazer a defesa e segurar o 0 a 0 no placar.

FICHA TÉCNICA
CSA 0 X 0 CONFIANÇA
​​​​Local
: Rei Pelé, em Maceió (AL)
Data/Horário: 12 de novembro de 2021 (sexta-feira), às 21h30
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e José Reinaldo Nascimento Júnior (DF)
Cartões amarelos: Matheus Felipe, Yuri (CSA), João Paulo, Madison, Neto Berola (Confiança)
Cartão vermelho: Jonathan Bocão (Confiança)

CSA: Lucas Frigeri; Éverton Silva (Renato Cajá, aos 10'/2°T), Matheus Felipe, Lucão e Ernandes; Geovane (Bruno Mota, aos 29'/2°T), Yuri (Reinaldo, aos 25'/2°T) e Gabriel; Clayton (Didira, aos 29'/2°T), Marco Túlio (Rodrigo Rodrigues, aos 10'/2°T) e Dellatorre. Técnico: Mozart.

CONFIANÇA: Rafael Santos; Jonathan Bocão, Nirley, Luan Bueno e João Paulo (Lucas Sampaio, aos 10'/2°T); Madison, Rafael Vila (Vinícius Barba, aos 23'/2°T) e Álvaro; Ítalo (Adriano, aos 23'/2°T), Willians (Neto Berola, aos 10'/2°T) e Tiago Reis (Gedeílson, aos 5'/2°T). Técnico: Luizinho Lopes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos