Com times em crise, clássico entre Corinthians e São Paulo ganha importância

·3 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um São Paulo que ainda não venceu nenhum duelo em sete rodadas do Campeonato Brasileiro contra um Corinthians que coleciona três eliminações na temporada e não inspira confiança em seus torcedores na competição que sobrou.

Não é exagero dizer que a palavra crise ronda o vestiário das duas equipes às vésperas do clássico desta quarta-feira (30), às 21h30, na Neo Química Arena, pela oitava rodada do Nacional. A Globo e o SporTV vão exibir o confronto.

Será o segundo duelo entre os rivais nesta temporada, com um clima bem diferente do registrado no anterior. No início de maio, quando se enfrentaram pelo Campeonato Paulista, eles entraram campo classificados e empataram por 2 a 2.

Clique aqui e simule os resultados do Campeonato Brasileiro Luan, do Corinthians, disputa a bola com Luan, do São Paulo, em clássico pelo Campeonato Paulista Rodrigo Coca - 2.mai.21/Ag. Corinthians Luan, do Corinthians, disputa a bola com Luan, do São Paulo, em clássico pelo Campeonato Paulista **** Se aquele embate valia pouco para a tabela, ao menos serviu para os corintianos manterem o tabu contra os tricolores em Itaquera, onde os visitantes nunca venceram. Foram dez vitórias dos donos da casa e quatro empates desde a inauguração do estádio, em 2014.

Agora, a pressão envolvida no confronto, chamado de Majestoso, será diferente. Mais do que dar fim à hegemonia do rival na zona leste paulistana, o São Paulo precisa recuperar a confiança no trabalho de Crespo.

Depois de tirar o clube da fila de nove anos com a conquista do título estadual, o técnico argentino viu sua equipe engatar uma sequência de quatro derrotas, quatro empates e somente duas vitórias, uma na última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, contra o Sporting Cristal, e outra contra o 4 de Julho, pela Copa do Brasil. No Nacional, a equipe somou quatro pontos, com quatro empates e três derrotas.

O treinador terá desfalques importantes no clássico. Miranda, com dores musculares, é dúvida, enquanto Arboleda segue a serviço da seleção equatoriana. Diego Costa, Bruno Alves e Léo devem formar o trio defensivo. Luciano, machucado, continua fora do ataque.

Sylvinho também tem dúvidas. Ele ainda não sabe se poderá contar com Luan, desfalque nos últimos três jogos. Ele finalizou o tratamento de uma tendinite na coxa direita, mas ainda precisa adquirir o condicionamento físico ideal. Araos, suspenso, é uma baixa certa.

Depois de um começo de trabalho turbulento, principalmente com a eliminação na terceira fase da Copa do Brasil diante do Atlético-GO, o time vem de três jogos sem perder sob o comando do treinador, com dois empates (Bahia e Fluminense) e uma vitória (Sport).

A série aliviou um pouco a pressão, mas ficou longe de levar tranquilidade ao clube preto e branco. O embate com o São Paulo, no entanto, é visto como um possível divisor de águas para Sylvinho e para o time no Brasileiro.

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, João Victor, Gil, Fábio Santos; Gabriel, Cantillo, Vitinho, Mateus Vital; Gustavo Mosquito, Jô. T.: Sylvinho

SÃO PAULO

Tiago Volpi; Diego Costa, Bruno Alves, Léo; Daniel Alves, Luan, Liziero, Benítez, Rigoni, Reinaldo; Eder. T.: Hernán Crespo

Estádio: Neo Química Arena, em São Paulo

Horário: 21h30 (de Brasília) desta quarta-feira (30)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

VAR: Adriano Milczvski (PR)

Transmissão: Globo e Premiere

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos