Com time reserva, São Paulo vence o Guarani em jogo agitado no Morumbi

LANCE!
·5 minuto de leitura


O São Paulo venceu o Guarani na noite desta segunda-feira (12), por 3 a 2. Airton abriu o placar para o Bugre, enquanto Welington, marcando seu primeiro gol como profissional, e Igor Gomes viraram o placar na casa são-paulina. Bruno Sávio deixou o placar igual, mas Vitor Bueno fez o terceiro.

Neymar perto de definir o seu futuro no PSG, Salah pode deixar o Liverpool… O Dia do Mercado

Com esse resultado, o Tricolor continua na liderança do Grupo B, com 16 pontos, enquanto o Bugre é o terceiro colocado do Grupo D, com cinco pontos conquistados durante a campanha. Agora, o clube do Morumbi enfrenta o Palmeiras, na próxima sexta-feira (16), às 22h, no Morumbi. O Bugre pega a Ferroviária, na terça-feira (20), em Araraquara, ainda sem horário definido.

CONFIRA A TABELA ATUALIZADA DO CAMPEONATO PAULISTA DE 2021

Guarani começa bem e abre o placar
O primeiro tempo iniciou com o São Paulo tentando construir as jogadas, mas com a falta de entrosamento evidente na equipe. Com isso, o Guarani aproveitou e abriu o placar logo aos dez minutos.

Após cobrança de escanteio fechada, a zaga do Tricolor se atrapalhou, a bola ficou viva dentro da área e sobrou para Airton. O lateral-esquerdo encheu o pé e abriu o placar.

Galeano quase faz um golaço e Bugre acerta a trave
Após o gol tomado, o São Paulo 'acordou' e levou perigo ao gol de Gabriel. Aos 11, Galeano recebeu cruzamento, deu um chapéu no marcador, mas finalizou muito mal, por cima da meta do Guarani. Foi a primeira chance de perigo do Tricolor na partida.

O Bugre respondeu com 13 minutos. Régis cobrou escanteio fechado, Galeano desviou e a bola bateu na trave. As bolas paradas eram as principais chances do time de Campinas na partida, em lances que assustavam o goleiro Lucas Perri, substituto de Tiago Volpi.

Benitez e Vitor Bueno chegam perto do empate
Atrás do placar, o Tricolor continuou em cima do Guarani, que se defendia mais do que no começo da partida. Com 15 minutos, Welington cruzou rasteiro, Igor Gomes ajeitou e Benítez bateu colocado. A bola passou muito perto do ângulo do gol de Gabriel Mesquita.

Quatro minutos depois, mais uma vez o ataque do São Paulo apareceu. Vitor Bueno conduziu a bola sem marcação, ajeitou e mandou a bomba no canto esquerdo. Gabriel espalmou e evitou o empate do Tricolor.

São Paulo empata no final do primeiro tempo
Depois das duas chances criadas, o São Paulo demonstrou dificuldades na criação, enquanto o Guarani ficava mais no campo de defesa, esperando um vacilo do Tricolor para o contra-ataque. Aos 26, Talles Costa disparou pela esquerda e foi parado com falta por Rodrigo Andrade, que já tinha amarelo. O São Paulo pediu a expulsão, mas o juiz não deu a advertência.

O jogo continuou no mesmo ritmo, mas o Tricolor empatou aos 44 minutos. Tallez cruzou, Benítez cabeceou na entrada da pequena área, para grande defesa de Gabriel. No rebote, Welington chegou para encher o pé e empatar a partida. Foi o último lance do primeiro tempo antes do intervalo.

Segundo tempo começa e São Paulo vira o jogo
O começo do segundo tempo foi bom para o São Paulo que, com grande pressão no ataque, conseguiu marcar o segundo gol rapidamente. Logo aos quatro minutos, Liziero abriu para Galeano, que levou até a linha de fundo e cruzou para área, rasteiro. Igor Gomes chegou batendo e virou o placar.

O Guarani chegou aos 18. Diego Costa errou a saída de bola, mas Davó chutou para fora. Depois do gol marcado, o São Paulo diminuiu o ritmo. O time chegou somente aos 20 minutos, quando Benítez puxou contra-ataque, mas errou o passe para Welington, que não alcançou e Gabriel defendeu.

Lucas Perri salva, mas Guarani empata na sequência
O São Paulo não conseguia levar mais perigo ao gol do Guarani. Com isso, o Bugre cresceu na partida. Com 25 minutos, Matheus Souza ajeitou para o pé direito, chutou colocado e Lucas Perri espalmou. Davó pegou o rebote e cabeceou nas mãos do goleiro são-paulino.

Porém, um minuto depois não teve jeito. Davó recebeu na direita, levou para a linha de fundo e cruzou rasteiro. A bola passou por todo mundo e Bruno Sávio só teve o trabalho de empurrar para o gol e empatar a partida.

Andrigo leva perigo e Vitor Bueno perde a chance de fazer o terceiro
Com o gol feito, o Guarani cresceu na partida. Na sequência do gol, Andrigo bateu falta perto da área. A bola passou por cima da meta de Lucas Perri, levando perigo ao gol do clube do Morumbi.

Depois do susto, o São Paulo tentou uma pressão para ficar novamente na frente do placar. Aos 34, Eder foi lançado na direita e cruzou rasteiro para Vitor Bueno, que chutou. A bola subiu e saiu pela linha de fundo.

Vitor Bueno faz o terceiro e Galeano salva o São Paulo
O empate permanecia no placar, mas o atacante do São Paulo apareceu novamente, desta vez para marcar. Com 38 minutos, Galeano deixou Vitor Bueno na cara do gol. O atacante chutou na saída do goleiro e desempatou para o Tricolor.

Logo depois, Bidu apareceu na cara de Perri, mas Galeano travou na hora e salvou a defesa do São Paulo do empate. Fim de jogo no Morumbi e terceira vitória seguida do Tricolor na intensa maratona de jogos.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 3 X 2 GUARANI
Local:
Estádio do Morumbi, São Paulo (SP)
Data/Horário: 14 de abril de 2021 (segunda-feira), às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Salim Fende Chavez
Assistentes: Risser Jarussi Corrêa e Paulo Cesar Modesto
VAR: Luiz Flavio de Oliveira
Cartões Amarelos: Rodrigo Andrade (Guarani)
Gols: 0x1 (11'1ºT) Aírton, 1x1 (44'1ºT) Welington, 2x1 (04'2ºT) Igor Gomes, 2x2 (25'2ºT) Bruno Sávio, 3x2 (38'2ºT) Vitor Bueno

SÃO PAULO: Lucas Perri; Diego Costa, Miranda e Rodrigo; Galeano, Liziero (Luan, aos 12'2ºT), Talles, Igor Gomes (Eder, aos 12'2ºT), Benítez (Bruno Rodrigues, aos 26'2ºT) e Welington (Léo, aos 26'2ºT); Vitor Bueno (Arboleda, aos 41'2ºT). Técnico: Hernán Crespo.

GUARANI: Gabriel Mesquita; Éder Sciola, Romércio, Aírton e Bidu (Eliel, aos 41'2ºT); Índio, Rodrigo Andrade e Régis (Davó, aos 16'2ºT); Andrigo, Júlio César (Matheus Souza, aos 16'2ºT) e Bruno Sávio. Técnico: Allan Aal.