Com time alternativo, Vasco empata com o Madureira em jogo de abertura da temporada

Vasco e Madureira empataram sem gols em São Januário (Foto: Matheus Lima / Vasco)


No primeiro jogo da temporada, o Vasco empatou em 0 a 0 com o Madureira, em São Januário, partida de estreia do Campeonato Carioca. Mesmo sem os principais jogadores do elenco, que estão em excursão nos Estados Unidos, o Cruz-Maltino foi melhor, mas não conseguiu aproveitar as oportunidades criadas. A torcida fez a parte dela e compareceu em peso ao estádio para prestar mais uma homenagem ao ídolo eterno Roberto Dinamite.

HOMENAGENS AO ÍDOLO MAIOR

Roberto Dinamite, que faleceu no último domingo, foi lembrado antes e depois que a bola começou a rolar. No esquenta para a partida, os torcedores cantaram músicas exaltando o histórico camisa 10. O número inclusive não foi utilizado nesta partida. Antes do jogo começar foi respeitado um minuto de silêncio. Depois, a partida foi paralisada no 10º minuto para mais uma homenagem ao maior artilheiro do Vasco, de São Januário, do Campeonato Carioca e do Brasileiro.

+ Veja a tabela de classificação e os próximos jogos do Vasco no Carioca

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

CARAS NOVAS

Com os principais jogadores na Flórida, nos Estados Unidos, para a disputa de dois amistosos, o Vasco entrou em campo recheado de atletas desconhecidos por grande parte dos torcedores. Rodrigo, Pimentel e Paixão, oriundos da base, estrearam pelos profissionais.

DISPOSIÇÃO E MUITA TRANSPIRAÇÃO

Apesar do forte calor, os jogadores do Vasco mostraram muita aplicação tática, principalmente na marcação. O time pressionou a saída de bola do Madureira, não deixando o adversário jogar. Ao recuperar a bola, conseguiu criar boas chances. Juninho acertou a trave em chute de fora da área e Zé Santos desperdiçou duas oportunidades ao finalizar para fora.

DIDA BRILHA

Apesar de ter sido melhor no primeiro tempo, o Vasco não conseguiu finalizar em gol. Logo no início da segunda etapa, Zé Santos cabeceou no canto, mas Dida, o goleiro do Madureira, protagonizou uma defesa digna do seu xará famoso, ao evitar o gol em cima da linha. Dida ainda fez grande defesa após um chute de fora da área de Galarza.

DIGNO DE DINAMITE

Aos 37 minutos, Lyncon protagonizou uma jogada que Roberto Dinamite ficaria feliz em ter visto. O zagueiro recuperou a bola no campo de defesa e arrancou em velocidade ao ataque, driblando três adversários. O jogador entrou na área, mas chutou desequilibrado, facilitando a defesa do goleiro Dida. Se fosse gol, a homenagem ao ídolo maior do Vasco ficaria completa.

FICHA TÉCNICA
​VASCO X MADUREIRA
1ª RODADA DO CAMPEONATO CARIOCA


Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: Sábado (14/01), às 18h (Brasília)
Árbitro: Rafael Martins de Sá (RJ)
Assistentes: Thiago Rosa de Oliveira Esposito (RJ) e Rafael Sepeda de Souza (RJ)
Público/Renda: 16.214 (pagante); 16.682 (presente); R$ 213.840,00
Cartões Amarelos: Paulo Victor (Vasco); Guilherme Augusto, Henrique (Madureira)
Cartões Vermelhos:
Gols: -

VASCO (Técnico: Emílio Faro)
Halls; Rodrigo, Pimentel (Lyncon), Zé Vitor e Paulo Victor (Juan); Matheus Barbosa, Galarza e Juninho (Lucas Eduardo); Erick (Julião), Zé Santos e Paixão (Marlon Santos).

MADUREIRA (Técnico: Felipe Arantes)
Dida; Rhuan, Wagner (Bruno Cosendey), Cavalini e Bryan; Banguelê, Pablo (Thiaguinho), Matheus Lira e Henrique (Arthur); Guilherme Augusto (Gustavo) e Luiz Paulo.