Com terceira partida, Camarões é africano que mais enfrentou Brasil em Copas; veja retrospecto

A seleção brasileira enfrentará nesta sexta-feira o time de Camarões pela terceira vez na história da Copa do Mundo. Trata-se da seleção africana que mais vezes mediu forças com os pentacampeões na competição, sem sucesso até aqui.

Veja: Tabela de jogos da Copa do Mundo

Quem é quem na Copa: Veja ficha de todos os 831 jogadores do Mundial

Em 1994, na campanha do tetra, o Brasil venceu os camaroneses na fase de grupos por 3 a 0 com gols de Romário, Márcio Santos e Bebeto. As duas seleções voltaram a se encontrar 20 anos depois, na Copa disputada no Brasil, de novo pela fase de grupos do Mundial. A equipe comandada por Felipão goleou por 4 a 1, com gols de Neymar (duas vezes), Fred e Fernandinho. A partida foi disputada no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília.

Considerando todas as competições e amistosos, brasileiros e camaroneses se enfrentaram seis vezes, com cinco vitórias do Brasil e uma dos africanos. O único triunfo de Camarões foi em 2003, na Copa das Confederações, disputada na França, por 1 a 0.

O Brasil até hoje tem retrospecto de 100% de aproveitamento contra seleções da África em Copas do Mundo. Foram sete vitórias em sete partidas, com 20 gols marcados e apenas dois sofridos. Veja abaixo a relação de partidas e o local onde foram disputadas:

1974

Brasil 3 x 0 Zaire — em Gelsenkirchen, na Alemanha

1986

Brasil 1 x 0 Argélia — em Guadalajara, no México

1994

Brasil 3 x 0 Camarões — em Stanford, nos Estados Unidos

1998

Brasil 3 x 0 Marrocos — em Nantes, na França

2006

Brasil 3 x 0 Gana — em Dortmund, na Alemanha

2010

Brasil 3 x 1 Costa do Marfim — em Joanesburgo, na África do Sul

2014

Brasil 4 x 1 Camarões — em Brasília, no Brasil

Já classificada para as oitavas de final, a seleção brasileira usará um time reserva para fechar a fase de grupos da Copa do Mundo contra Camarões. O jogo será disputado às 16h desta sexta, no Estádio de Lusail, em Doha. Os africanos precisam vencer o Brasil e torcer para a Suíça não ganhar da Sérvia para avançar no torneio.