Com show de Veiga, Palmeiras goleia o Petrolero e garante primeiro lugar em seu grupo na Libertadores

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Palmeiras venceu mais uma por goleada na Libertadores-2022 (Foto: Cesar Greco / Palmeiras)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Virou rotina... O Palmeiras venceu mais uma na Libertadores. Na noite desta terça-feira, a vítima da vez foi o Independiente Petrolero-BOL, na altitude de Sucre, que levou 5 a 0 do Alviverde com três gols de Raphael Veiga, que virou o maior artilheiro histórico do clube no torneio. Com o triunfo, o time de Abel Ferreira garantiu classificação antecipada para a próxima fase e a primeira posição no Grupo A. Rafael Navarro, artilheiro da Liberta, e Murilo completaram o placar.


GALERIA
> ATUAÇÕES: Veiga faz três em massacre do Palmeiras na Liberta

TABELA
> Veja classificação e simulador da Libertadores-2022 clicando aqui
> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Verdão abre 2 a 0 tranquilamente, mas poderia ter feito mais

A partida começou com e expectativa sobre como o time do Palmeiras lidaria com a altitude e realmente nos primeiros movimentos os jogadores pareciam tentar "estudar" o cenário. Tanto é que a primeira grande chance veio aos sete minutos, quando Gustavo Gómez desviou cobrança de falta de cabeça e Ayala defendeu, no rebote Murilo não conseguiu finalizar para o gol.

Já aos 15 minutos a situação foi diferente. Rony recebeu dentro da área, tentou um chapéu, mas Francisco Silva desviou com a mão e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, como sempre, Raphael Veiga converteu com toda a categoria do mundo para abrir o placar. Aos 21, foi a vez de Gabriel Veron fazer grande jogada e cruzar para Dudu, que ajeitou para Veiga, sem goleiro, marcar de novo. 2 a 0 Alviverde.

Dali em diante, parecia que a equipe de Abel Ferreira desembestaria a marcar gols, mas uma série de conclusões displicentes e chances desperdiçadas impediram que placar ficasse elástico. Piquerez, Zé Rafael e Rony perderam oportunidades. O camisa 10, aliás, quase marcou após bela trama entre Veiga e Dudu, que chutou cruzado para o companheiro desviar para o gol, mas Ayala defendeu bem.

Cristaldo, ex-jogador do Palmeiras e identificado com a torcida, era o melhor do Petrolero em campo, com duas boas chances de gol, salvas por Weverton e Gómez, além de um passe para Florenciañez, que finalizou para fora. Porém, nos acréscimos do primeiro tempo, o argentino deu uma cotovelada em Murilo e foi expulso. Por conta da reclamação, o técnico Marcelo Robledo também levou vermelho.

Palmeirenses ampliam placar, goleiam e Veiga segue brilhando

No retorno do intervalo, o Alviverde voltou com duas alterações: Mayke e Rony, que já tinham amarelo, foram substituídos por Mayke e Rafael Navarro. Os visitantes, com um jogador a mais, seguiam superiores, mas perdiam chances e desperdiçavam jogadas aos montes. Até que Veiga resolveu fazer um golaço chutando da intermediária para se tornar o maior artilheiro do clube em Libertadores com 14 gols, ultrapassando Rony, que tinha 13.

Pouco depois a vitória se transformou em goleada, quando Piquerez achou um passe preciso para Rafael Navarro sair na cara do gol e marcar seu sétimo na competição, na qual é o artilheiro. 4 a 0 Verdão. Scarpa, pouco depois, cruzou para Zé Rafael, que desviou para o gol, a bola entraria, mas Wesley, impedido, quis dar um toque final e o tento foi anulado, mas a contagem não pararia por aí na partida.

Aos 28 minutos, Scarpa cobrou escanteio rapidamente e Murilo, livre de marcação, completou de cabeça para marcar o quinto gol palmeirense no jogo. Scarpa estava bastante inspirado e arriscou um chute colocado, que bateu o goleiro, mas acertou a trave de forma caprichosa. Em seguida, Menino também tentou, mas longe do gol.

No entanto, a notícia preocupante da noite ficou por conta de Gabriel Veron, que parece ter sentido algum incômodo na coxa esquerda e saiu de campo, deixando o Palmeiras com dez jogadores, uma vez que já havia feito suas cinco substituições naquele momento.

E agora?

Com a vitória, o Palmeiras foi a 12 pontos na tabela do Grupo A e garantiu sua vaga para as oitavas de final, além disso já sabe que será o primeiro da chave, pois não poderá ser ultrapassado. O próximo duelo do Verdão pela Libertadores será no dia 18 de maio, quando receberá o Emelec-EQU, no Allianz Parque, às 19h, buscando manter os 100% de aproveitamento e a melhor campanha da fase de grupos.

FICHA TÉCNICA
INDEPENDIENTE-BOL 0 x 5 PALMEIRAS
Local:
Estádio Olímpico Patria, em Sucre (BOL)
Data-Hora: 3/5/2022 - 21h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Nicolas Lamolina (ARG)
Auxiliares: Maximiliano Del Yesso (ARG) e Daiana Milone (ARG)
Público/Renda: Não disponíveis
Cartões amarelos: Alaca (IND) Mayke, Wesley, Rony e Marcos Rocha (PAL)
Cartões vermelhos: Cristaldo, aos 46'/1ºT (IND)
Gols: Raphael Veiga (16'/1ºT) (0-1), Raphael Veiga (21'/1ºT) (0-2), Raphael Veiga (15'/2ºT) (0-3), Rafael Navarro (17'/2º) (0-4), Murilo (28'/2ºT) (0-5)

IND. PETROLERO-BOL: Ayala; Velásquez, Francisco Silva e Chiatti; Luis Ali (Medina, aos 20'/2ºT), Joel Bejarano (Acuña, aos 40'/2ºT), Robin Ramírez (Velasco, aos 40'/2ºT) e Alaca; Cristaldo, José Correa (Reina, aos 20'/2ºT) e Florenciañez (Martínez, aos 33'/2ºT). Técnico: Marcelo Robledo.

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha (Mayke, no intervalo), Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Danilo (Gabriel Menino, aos 29'/2ºT), Zé Rafael e Raphael Veiga (Gustavo Scarpa, aos 20'/2ºT); Dudu (Wesley, aos 20'/2ºT), Gabriel Veron e Rony (Rafael Navarro, no intervalo). Técnico: Abel Ferreira.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos